nsc
dc

Laguna 

Homem que ficou cego por demora em cirurgia será indenizado em R$ 150 mil em SC 

Ele precisava de um procedimento de urgência e não foi atendido 

27/01/2020 - 15h59 - Atualizada em: 27/01/2020 - 16h01

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
olho
Devido à demora, dano foi irreversível e homem ficou cego
(Foto: )

Um homem de 60 anos, que ficou cego após demora na liberação de uma cirurgia, será indenizado em R$ 150 mil. A decisão é do juízo da 2ª Vara Cível da comarca de Laguna, e o valor com juros e correção deve ser pago pelo Estado de Santa Catarina e pelo município de Laguna. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça.

Após procurar um oftalmologista, o médico informou que o homem havia sofrido um descolamento total de retina no olho direito, e parcial no esquerdo. Uma cirurgia de emergência foi indicada, mas na época, a Secretaria de Saúde do município de Laguna informou que não possuía médico nem equipamentos para tal procedimento. O caso foi em 2002.

O paciente foi encaminhado para Florianópolis e a cirurgia foi marcada para seis meses a partir da solicitação. Com uma greve ocorrida na época, o homem não pode ser operado, e o procedimento foi marcado para janeiro do ano seguinte, dois meses depois. Nesse período, o homem passou por três médicos, que informaram que o quadro era avançado e que uma cirurgia não era indicada.

O perito nomeado pelo juízo apontou que a cirurgia era necessária e urgente para reversão do quadro. Com a demora, e sem a realização do procedimento não feito, o homem ficou cego. A decisão destaca que houve negligência.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas