Um homem de 38 anos foi detido pela Guarda Municipal após ser abordado andando sem máscara em Florianópolis. Segundo a Guarda, ele xingou os agentes durante a abordagem e tentou fugir após receber voz de prisão por desacato. O caso aconteceu na quinta-feira (1º), no bairro Estreito, região continental da Capital catarinense.

Continua depois da publicidade

> Identificada jovem de 22 anos que morreu após cair de costão em Florianópolis

O uso de máscara é obrigatório em lugares públicos como medida de prevenção contra o coronavírus.

Ainda segundo a Guarda Municipal, o homem corria pela Beira-Mar continental quando foi abordado por estar sem máscara. Os agentes pediram que ele colocasse a proteção, mas o homem se recusou. Os guardas então solicitaram os dados pessoais, seguindo o protocolo para aplicação de multa, mas ele se negou a fornecê-los, e passou a ofender os agentes.

Depois de receber voz de prisão pelo desacato, o homem ainda tentou fugir, mas foi alcançado pelos guardas. Ele foi levado à Central de Polícia no bairro Trindade, onde um termo circunstanciado foi lavrado. O morador foi liberado em seguida.

Continua depois da publicidade

De acordo com o subcomandante da Guarda Municipal de Florianópolis, Ricardo Pastrana, essa foi a primeira ocorrência em que os agentes precisaram dar voz de prisão a uma pessoa na cidade por descumprimento das regras sanitárias contra a Covid-19 desde o início da pandemia.

> Regras para volta às aulas em Florianópolis são discutidas

— Desde que começamos as fiscalizações, já foram mais de 5 mil ocorrências na cidade, mas nenhuma como essa em que o homem desacatou os agentes. Houve alguns casos de resistência, não muitos, cinco ou seis, mas essa foi a primeira situação de desacato — comentou Pastrana.

A Guarda Municipal também informou que o mesmo homem já havia sido flagrado sem máscara, no mesmo local, no mês de julho. Na ocasião, ele recebeu multa de R$ 1.200 por desobedecer a obrigatoriedade do uso da proteção.

Destaques do NSC Total