nsc

Saúde

Hospital Dia evita 300 internações por mês no Celso Ramos, em Florianópolis

Em nove meses de atuação, iniciativa atendeu 1.518 pacientes, que deixaram de pernoitar na instituição

15/01/2020 - 18h09

Compartilhe

Por Luiz Gonzaga
Hospital Governador Celso Ramos
Hospital Governador Celso Ramos abriga Hospital Dia no subsolo
(Foto: )

Em nove meses de atuação, o Hospital Dia atendeu a 1.518 pacientes e evitou cerca de 300 internações por mês no Celso Ramos, em Florianópolis. A unidade funciona dentro do hospital, das 7h às 19h, e atende a pacientes que precisam de atendimento, mas não passam a noite em quartos da instituição. O atendimento é apenas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O objetivo do Hospital Dia é desafogar a internação e a emergência do Celso Ramos, um dos hospitais mais concorridos do Estado.

— Diminui em mais de 20% as internações por mês, cerca de 300 pacientes que ficariam mal alojados ou até nos corredores ficam em suas residências — destaca um dos idealizadores do Hospital Dia e ex-diretor do Celso Ramos, o médico Fernando Oto dos Santos.

Um exemplo de paciente atendido é o que precisa de uma intervenção ou administração de medicação diária. Também há casos de pessoas que aguardam exames cujo resultado irá demorar e podem aguardar em casa. Para ser atendido, é obrigatório ter sido encaminhado pela emergência do hospital ou ter recebido alta, mas com alguma pendência na sequência do tratamento.

Oto destaca que a criação do Hospital Dia reduziu os casos de infecção hospitalar e diminuiu custos com lavanderia e refeições de pacientes e de acompanhantes. São duas salas de infusão com sete cadeiras cada uma e uma sala para procedimentos cirúrgicos e um consultório. A unidade homenageia a professora Helena Elisa Piazza, que atuou por 30 anos no Celso Ramos.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas