nsc
hora_de_sc

Natureza

Iniciada temporada de pinguins-de-Magalhães nas praias de Florianópolis

Veja o que fazer ao encontrar um animal debilitado

17/06/2020 - 17h50 - Atualizada em: 17/06/2020 - 17h56

Compartilhe

Por Janaína Laurindo
Alguns aves necessitam passam por uma reabilitação após a captura
Alguns aves necessitam passam por uma reabilitação após a captura
(Foto: )

Anualmente os pinguins-de-Magalhães podem ser avistados nas praias de Florianópolis. Isso porque a espécie, na proximidade do inverno n o Hemisfério Sul, deixa a Patagônia, na Argentina, e ruma ao norte em busca de alimento. A maioria das aves avistadas no litoral de Santa Catarina é juvenil, no primeiro ano de vida, e encaram a primeira viagem migratória. 

É comum encontrar algumas dessas aves na beira das praias cansadas, debilitadas, desidratadas, com quadro de pneumonia e necessitando de cuidados. E é, por isso, que a Associação R3 Animal divulgou um cartilha com informações de como proceder ao encontrar um animal debilitado na areia.

- Mantenha distância e afaste os animais domésticos, eles podem transmitir doenças aos pinguins

- Se possível, use uma toalha para conter o pinguim e coloque-o em uma caixa de papelão para mantê-lo aquecido. Cuidado com o bico!

- Não o alimente, não molhe, jamais coloque-o no gelo. Se ele saiu da água, pode estar cansado, desidratado, doente ou com a temperatura corporal baixa. Não o force a entrar na água.

- Ligue no telefone 0800 642 3341 e a base mais próxima do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) irá resgatar o animal.

Colunistas