publicidade

Economia
Navegue por

HENRIQUE BILBAO

Inteligência artificial: gestão de dados deve ser feita com transparência e responsabilidade 

O uso destas tecnologias trouxe avanços sem precedentes, mas também precisamos falar sobre as questões éticas que são importantes para o futuro da I.A.

05/07/2019 - 13h48 - Atualizada em: 15/07/2019 - 12h38

Compartilhe

Por Tech SC
Diretor da área de tecnologia da IBM Watson reforça o quanto é importante que humano e robô trabalhem em conjunto.
(Foto: )

Arte / NSC Total
Arte / NSC Total
(Foto: )

É fato que o uso de bots e inteligência artificial para otimizar os processos e aperfeiçoar a experiência do cliente é um caminho sem volta. Com o grande volume de dados sendo gerados a cada segundo, o receio sobre o compartilhamento deles ainda é existente.

O uso destas tecnologias trouxe avanços sem precedentes, mas também precisamos falar sobre as questões éticas que são importantes para o futuro da I.A. A questão colocada é que a tecnologia e a gestão dos dados pessoais seja feita de forma responsável.

Segundo a IDC Brasil (International Data Corporation Pesquisa de Mercado e Consultoria), o mercado de software, hardware e outros serviços relacionados a essa nova tecnologia deve chegar a US$ 47 bilhões em 2020. Estes dados provam que temos uma grande oportunidade nas mãos, e temos que aprender a administrar os dados de maneira rápida e eficiente para acompanhar este crescimento acelerado sem riscos.

Em entrevista para a Forbes, Rob High, vice-presidente e diretor da área de tecnologia da IBM Watson, reforça o quanto é importante que humano e robô trabalhem em conjunto e que o usuário precisa estar ciente de que está falando com uma máquina, embora a experiência do atendimento seja humanizada.

Uma das formas mais populares de uso de I.A., os chatbots, têm tomado grandes proporções de crescimento, mas ainda há muito que evoluir. De todo modo, vale ressaltar como este trabalho tem sido positivo para a nossa rotina. De acender e apagar as luzes, à visualizar seu saldo bancário - que é um dado consideravelmente sigiloso -, a I.A. é considerada uma geradora de dados extremamente confiável e, para manter a transparência e a confiança, os processos por trás da máquina devem ser revelados.

Um exemplo deste uso consciente da tecnologia vem da própria IBM Watson, uma das maiores empresas no desenvolvimento de soluções de tecnologia. Ao perceber a velocidade dos estudos na área da medicina, identificou-se que os médicos estavam tendo muitas dificuldades em acompanhar as evoluções da área. Vendo isso, a empresa desenvolveu uma plataforma que se tornou uma grande aliada na área da saúde ao digitalizar milhões de registros em busca de novos dados e sugestões de tratamento aos médicos.

*Henrique Bilbao é diretor comercial da Ezok.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação