nsc
    santa

    Visitante inusitado

    Jacaré aparece em terreno de casa de Indaial e mobiliza bombeiros, biólogo e até a polícia

    Animal será levado pela PM Ambiental, que procura por um local adequado

    18/11/2020 - 13h18

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Jacaré é jovem e tem mais de um metro
    Jacaré é jovem e tem mais de um metro
    (Foto: )

    Um jacaré foi encontrado no terreno de uma casa de Indaial, no Vale do Itajaí. O animal foi capturado pelos bombeiros com a ajuda de um biólogo. Ainda não se sabe como o jacaré-de-papo-amarelo chegou ao local. Ele estava próximo a uma lagoa da propriedade e só foi descoberto porque cachorros latiram incansavelmente ao ver o réptil, o que chamou a atenção dos donos.

    > Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    O subcomandante dos Bombeiros Voluntários da cidade, Edson Berri, conta que quando eles foram acionados, no final da tarde desta terça-feira (17), duvidaram que realmente fosse um jacaré, já que nunca atenderam esse tipo de ocorrência.

    — É comum a gente receber esse tipo de chamado e chegar no local e encontrar um lagarto. Então na hora nem acreditamos, mas a pessoa logo mandou a foto pelo WhatsApp e aí constatamos que realmente era um jacaré — lembra.

    Um cobertor foi usado para imobilizar o animal. Com as mãos, os socorristas seguraram a boca dele e o colocaram em uma caminhonete. O visitante inusitado está em uma sala improvisada na área de treinamento do Batalhão, esperando pela Polícia Militar Ambiental, que deve o recolher assim que encontrar um local adequado para a destinação.

    > Jacaré é flagrado andando pelas ruas de Tijucas; veja vídeo

    >VÍDEO: homem tenta gravar Jacaré, mas réptil não gosta e morde celular em Florianópolis

    A espécie, que é nativa da região, está ameaçada de extinção. O habitat dela é distante da área urbana e por isso a ocorrência causa estranheza em bombeiros e policiais. O jacaré é jovem e tem pouco mais de um metro, mas pode chegar a 2,5 metros. Conforme os bombeiros, não há como determinar de onde veio. Ele pode ter sido criado em cativeiro, como também ter crescido em meio à natureza e, de alguma forma, parou no terreno, que fica na Rua Tifa Pausch.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas