nsc

    Informação falsa

    Jair Bolsonaro: postagem "fake" de vídeo sobre desabastecimento é deletada do Twitter oficial do presidente 

    Segundo representante do governo de Minas Gerias, imagens teriam sido feitas em momento de limpeza da Ceasa

    01/04/2020 - 11h56 - Atualizada em: 01/04/2020 - 12h47

    Compartilhe

    Leandro
    Por Leandro Lessa
    Estandes da Ceasa BH cheios, desmentindo vídeo compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro
    Estandes da Ceasa BH cheios, desmentindo vídeo compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro
    (Foto: )

    Uma postagem feita na conta oficial do Twitter do presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (1º) com um vídeo contendo informações falsas foi apagada. Junto com comentários, havia um vídeo que foi usado pelo político para atacar governadores e prefeitos que adotaram medidas de isolamento devido ao novo coronavírus. Nas imagens, um trabalhador relata que estandes da Ceasa em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), estavam vazios. Porém, a reportagem da CBN foi até o local e constatou que isso não era verdade.

    Para a reportagem, o subsecretario de política e economia agropecuária de Minas Gerais, Paulo Ricardo Albanez, disse que o material deve sido gravado durante um momento de limpeza na Ceasa, no último sábado (30), e que não há desabastecimento.

    O repórter da CBN BH, Pedro Bohnenberger, esteve no local e constatou, por volta de 8h desta quarta, que a Ceasa está plenamente abastecida e com movimentação intensa de produtores, que indicaram até aumento da venda nos últimos dias, pois os mercados e supermercados estão buscando ter mais estoque.

    Após a reportagem da CBN informar a situação diferente da que foi apontada pelo presidente da República, a postagem de Bolsonaro foi excluída, tornando-se um tweet indisponível. Porém, o mecanismo de procura do Google feito por volta de meio-dia aponta que este comentário existiu, com os dizeres "Não é um desentendimento entre o Presidente e ALGUNS governadores e ALGUNS prefeitos. São fatos e realidades que devem ser mostradas. Depois da destruição não interessa mostrar culpados".

    Postagem de Jair Bolsonaro com vídeo falso indicada na procura do Googlevídeo falso
    Postagem de Jair Bolsonaro com vídeo falso indicada na procura do Googlevídeo falso
    (Foto: )

    Leia também: Bolsonaro anuncia que vai sancionar auxílio de R$ 600 para aliviar impacto do coronavírus

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas