*Por Beto Lima

O Joinville está na final da Conmebol Libertadores de Futsal. Jogando em Caracas, contra o Centauros-VEN, o Tricolor superou o time e a torcida da casa por 2 x 0 para garantir a final brasileira na competição continental, já que mais cedo o Cascavel conseguiu a vaga na decisão ao vencer o Bocca, do Equador. O título será decidido neste domingo (28), no Poliedro de Caracas, às 19h no horário de Brasília.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O jogo

O JEC começou o jogo bem mais concentrado do que nos duelos anteriores, e conseguiu controlar o primeiro tempo desde o apito inicial. E não demorou para os catarinenses abrirem o placar. Aos seis minutos de jogo, o fixo Rafinha recebeu no centro da quadra, tabelou com Kevin pela ala direita e, de primeira, bateu de perna direita para deslocar o goleiro Vasquez e inaugurar o marcador. Em seguida, João Silveira chutou forte após jogada ensaiada para boa defesa de Vasquez, no rebote, Eder Lima tentou finalizar de calcanhar mas parou novamente no arqueiro do Centauros. Em chute cruzado de Renatinho, Ernani quase ampliou, mas finalizou pra fora. A equipe venezuelana melhorou na reta final do primeiro tempo e teve boas chances com Briceño e Carreño, mas o goleiro Willian garantiu a vantagem parcial com duas boas defesas.

O segundo tempo foi todo do Centauros. Recuado, o JEC apostou na forte marcação para segurar o ímpeto dos donos da casa. O destaque do jogo passou a ser o duelo individual do ala Briceño com o goleiro Willian. O camisa 3 tricolor fez pelo menos quatro grandes defesas, incluindo duas com os pés, para evitar o empate. A melhor oportunidade do Centauros, porém, veio com Nelson Bello, que recebeu livre na entrada da área e chutou de pé direito para mais uma grande defesa de Willian. Faltando 3 minutos para o fim, a equipe venezuelana partiu para o goleiro-linha e se expôs em busca do empate. Já no último minuto, Willian defendeu nova finalização de Briceño e a bola sobrou para Kevin, que chutou por cobertura para garantir a classificação do Joinville. Fim de jogo: JEC/Krona 2×0 Centauros-VEN.

Continua depois da publicidade

Neste domingo (28), o Poliedro de Caracas recebe a grande decisão da Conmebol Libertadores de Futsal entre duas equipes brasileiras. O Cascavel-PR tentará o bicampeonato, enquanto o Joinville chega a sua segunda decisão em busca do título inédito, já que perdeu a final para o Carlos Barbosa em 2018. Kevin, suspenso pelo segundo cartão amarelo, será o desfalque pelo lado tricolor. Ele, o fixo Ernani, o ala Gurgel e o técnico Cassiano Klein foram campeões da Libertadores pelo Cascavel em 2022 e tentam o bi em cima do ex-clube. Rafinha e Roni também passaram pela equipe paranaense. Pelo lado do Cascavel, Igor Carioca, Zequinha e Gessé já atuaram no Joinville. A grande final será às 19h, no horário de Brasília.

Leia também

De encontro com Malala ao Mundial de Natação: atleta surda de Joinville celebra ano mágico

Banheiro da Arena Jaraguá é vandalizado e tem espelhos quebrados

Destaques do NSC Total