nsc
an

Saúde

Joinville adia cirurgias eletivas após aumento dos casos de síndrome respiratória

Cidade registrou aumento das internações nos leitos de Covid-19 nos últimos dias

08/07/2020 - 08h10

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Leitos de UTI estavam com 74% de ocupação na última atualização
Leitos de UTI estavam com 74% de ocupação na última atualização
(Foto: )

A Secretaria da Saúde vai adiar por 14 dias todas as cirurgias eletivas em Joinville. Serão realizadas a partir desta quarta-feira (8) apenas os procedimentos de urgência e emergência, como em casos de trauma e AVC. O anúncio foi feito pelo secretário Jean Rodrigues da Silva em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV.

Segundo ele, o município está priorizando todo o esforço de rede para o atendimento de casos de síndromes respiratórias agudas. O número de internações destes pacientes têm aumentado nos últimos dias. Eles dão entrada em leitos exclusivos para Covid-19 e passam pela testagem para descartar ou confirmar o diagnóstico de coronavírus.

- O grande desafio é fazer o teste RT-PRC com rapidez para diagnosticar esses pacientes e retirá-los do leito Covid para transferir para leitos normais, se for necessário. Nós contratamos serviços na cidade para poder ter esses exames em até três horas, haja vista que o Lacen está demorando até 10 dias para soltar os resultados - explicou.

No último boletim divulgado pelo município, Joinville estava com ocupação de 74% nos 91 leitos exclusivos para Covid-19. Destes, 42 eram de casos confirmados de coronavírus, 14 aguardavam por resultados dos exames e outros 11 que já haviam sido descartados para a doença e permaneciam internados.

Com o aumento da ocupação dos leitos, a prefeitura busca abrir mais 18 leitos de UTI no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt que estão em fase de conclusão. Segundo o secretário, o município está auxiliando na finalização das obras e mobiliando a UTI. Além disso, esta sendo realizado o cresdenciamento para compra de leitos privados.

- Em curtíssimo prazo, nossa estratégia é de compra de leitos e fazer um esforço dentro de casa para termos leitos intermediários para manejar os pacientes descartados (para coronavírus). É um momento preocupante pela condição do inverno - apontou.

> Joinville vai voltar a distribuir kits de alimentação para alunos da rede municipal

Secretário em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina
Secretário em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina
(Foto: )

Taxa de isolamento está em 48%

O secretário ainda reforçou a necessidade de compreensão e conscientização dos joinvilenses. Segundo ele, a taxa de isolamento está em 48% e existe na população uma falsa sensação de que o vírus não cicula mais na cidade. O maior desafio tem sido à noite e durante os finais de semana.  

- Temos atuado fortemente na fiscalização e conscientização, mas tem sido difícil fazer o controle nos momentos de lazer. Se a população não trabalhar junto neste sentido, medidas mais restritivas precisarão ser tomadas - garantiu.

Na última terça-feira, Joinville ultrapassou Chapecó e se tornou a cidade com mais casos confirmados de coronavírus em Santa Catarina. São 2.782 pacientes diagnosticados com Covid-19, de acordo com os dados do governo do Estado. O município também é o que tem mais mortes confirmados pela doença até agora, com 46 casos.

​> Receba notícias de Joinville e da região Norte de SC por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do AN

Colunistas