nsc
    an

    Saúde

    Joinville realizou 5º Mamaço nesta segunda-feira

    Evento faz parte da Semana Mundial do Aleitamento Materno, que começou em 1º de agosto

    06/08/2018 - 14h13 - Atualizada em: 06/08/2018 - 14h19

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Mães se reuniram para trocar experiências e amamentarem seus filhos, valorizando esse momento
    Mães se reuniram para trocar experiências e amamentarem seus filhos, valorizando esse momento
    (Foto: )

    Na tarde desta segunda-feira, 6 de agosto, Joinville celebrou a beleza e a importância da amamentação com a 5ª edição do Mamaço. O evento é uma reunião inspirada em movimentos internacionais nos quais grupos de mães se encontram em espaços públicos para amamentar seus bebês ao mesmo tempo. O objetivo é desmistificar a atividade, que ainda sofre preconceito e levava mulheres a serem até constrangidas por serem chamadas à atenção enquanto alimentavam seus filhos.

    Neste ano, o Mamaço ocorreu ao mesmo tempo em que a Jornada de Perinatologia da Maternidade Darcy Vargas. Por isso, as mães tiveram a oportunidade assistir a palestras. Foi, segundo a pediatra Fátima Mucha, uma chance de oferecer instruções ao mesmo tempo em que as mães podiam trocar experiências.

    Graziela Mota Hahn de Oliveira, 35 anos, que participou do mamaço, ter informação foi fundamental para se preparar para o nascimento de Anthony, de três meses.

    — Me preparei para o pior. Para sangramentos, para ter fissuras... Mas queria muito amamentar e queria aprender a amamentar — conta ela.

    Quando Anthony nasceu, não aconteceu "o pior", mas, como outras mães, sentiu dor e demorou alguns dias para o leite descer. Com o apoio do marido, Wagner de Oliveira, Graziela passou por esse momento sem deixar que nenhuma dúvida sobre a importância do aleitamento materno passasse pela mente.

    — Me enchi de informações e, por isso, estava preparada para não ceder quando me diziam que meu leite era fraco, por exemplo. Me preparei para ele ter o aleitamento como alimento exclusivo até os seis meses, e continuar mamando depois — afirma ela.

    Leia mais:

    Mais de 10 mil crianças foram atendidas pelo banco de leite no primeiro semestre em Joinville

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas