nsc
dc

Recuperação

Jornalista da Globo esfaqueado durante assalto ganha alta do hospital

Repórter levou 10 facadas durante no feriado da Páscoa, em Brasília

06/05/2022 - 17h21

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Repórter deixou uma mensagem em um vídeo publicado no Twitter
Repórter deixou uma mensagem em um vídeo publicado no Twitter
(Foto: )

O jornalista da TV Globo, Gabriel Luiz, que foi esfaqueado em um assalto no feriado da Páscoa, ganhou alta do hospital na tarde desta sexta-feira (6). O repórter estava internado no Hospital Brasília, no Distrito Federal. AS informações são do g1.  

Receba notícias do DC via Telegram

Gabriel, de 29 anos, levou 10 facadas durante roubo na noite de quinta-feira, 14 de abril, em um estacionamento perto de onde mora no Sudoeste. Os golpes atingiram o pescoço, abdômen, tórax, perna, estômago, pulmão, pâncreas e diafragma, além do braço e do pulso. 

Gabriel passou por cirurgias de emergência em um hospital próximo do ocorrido, Hospital de Base, e no dia seguinte foi transferido para a UTI do Hospital Brasília. 

— Tô com saudades de vocês, volto logo — disse Gabriel aos jornalistas que o esperavam, na porta do hospital, nesta sexta.

O repórter também deixou uma mensagem em um vídeo publicado no Twitter.

— Eu estava torcendo tanto para que essa data viesse logo, para que minha alta chegasse logo. Finalmente ela veio e eu estou meio sem reação ainda de tudo que está acontecendo. Foram dias difíceis, dias intensos, mas, já passou.

O repórter voltou a agradecer aos médicos e equipes de enfermagem:

— Queria agradecer também as mensagens de carinho que recebi, as orações. Tudo isso toca muito meu coração e eu fico sem palavras mesmo. Obrigado.

Assista ao vídeo

O crime

Gabriel foi esfaqueado no último dia 14, em um estacionamento perto da casa dele no Sudoeste, no Distrito Federal. Ele foi atingido no pescoço, no abdômen, no tórax, na perna, no estômago, no pulmão, no pâncreas e no diafragma, além do braço e do pulso.

Segundo as investigações da Polícia Civil, o crime teria sido cometido por José Felipe Leite Tunholi, de 19 anos, e por um adolescente de 17. Eles roubaram o celular e a carteira de Gabriel, que foram encontrados momentos depois, perto do local do assalto.

O Ministério Público do DF apresentou denúncia contra Tunholi, que está preso na Papuda, pelos crimes de tentativa de latrocínio e corrupção de menor. Já o adolescente está em uma unidade de internação da capital.

Colunistas