Três jornalistas catarinenses morreram vítimas da covid-19 entre esta sexta-feira (2) e sábado (3): Ozias Alves Júnior, editor e fundador dos jornais Em Foco; Savas Apóstolo, que trabalhou no Jornal Notícias do Dia; e Ney Padilha, um dos grandes nomes do rádio e do esporte no Estado.

Continua depois da publicidade

Ozias Alves Júnior estava internado desde o dia 26. Junto com seu irmão, Décio Alves, Ozias fundou o jornal Biguaçu em Foco ainda em 1993. Casado, o jornalista completaria 50 anos no próximo dia 8. Savas Apóstolo tinha 39 anos e deixa esposa e um filho pequeno. Ney Padilha tinha 77 anos e havia sofrido um AVC recentemente. O jornalista fez história no rádio em Santa Catarina, em emissoras como Guararema (hoje Massa FM). As informações são do Sindicato dos Jornalistas e do site Portal da Ilha.

No Facebook, amigos e familiares escreveram depoimentos e homenagens para os jornalistas: “Perdemos um grande cara para essa maldita doença! Fui pego de surpresa com a notícia na madrugada de hoje, e fico muito triste com isso! Mas espero que você esteja em um lugar melhor!”, escreveu um amigo de Savas. “A vida é injusta demais. Não sei mais quantos terão que partir até as coisas melhorarem.”

Destaques do NSC Total