nsc
santa

Luto

Jovem de 22 anos recém-formada em Blumenau morre vítima da Covid-19

Jéssica da Silva Sinn era moradora de Presidente Getúlio, no Alto Vale, e não resistiu às complicações da doença

01/06/2021 - 14h14 - Atualizada em: 01/06/2021 - 19h51

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
A jovem aguardava transferência para UTI quando morreu
A jovem aguardava transferência para UTI quando morreu
(Foto: )

A manhã desta terça-feira (1º) foi marcada pela despedida prematura de Jéssica da Silva Sinn, de 22 anos. A jovem lembrada por amigos como sorridente e brincalhona morreu vítima da Covid-19 na segunda (31), em Presidente Getúlio, no Alto Vale do Itajaí.

Por causa dos protocolos sanitários em virtude do coronavírus, não houve velório. O sepultamento ocorreu às 10h no cemitério católico da cidade. 

Jéssica concluiu a graduação de Publicidade e Propaganda da Furb, em Blumenau, em julho de 2020. Em virtude da pandemia, a colação de grau ocorreu apenas no dia 24 do mês passado. Ela já estava infectada e não participou do evento.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

Segundo a equipe técnica do Hospital e Maternidade Maria Auxiliadora, a jovem deu entrada na unidade no fim da semana passada. Na segunda-feira (31) o quadro se agravou. Como não há Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no local, foi solicitada a transferência.

Jéssica então deixou a enfermaria e foi levada para a sala de emergência, onde aguardava a ambulância do Samu para ser encaminhada ao Hospital Doutor Waldomiro Colautti, na cidade de Ibirama. Infelizmente, ela morreu antes da transferência.

Nas redes sociais, amigos recordaram momentos que viveram com Jéssica. Crislaine Schade escreveu: “Irei lembrar de você sempre assim sorrindo, sempre chegava na loja com esse sorriso contagiante e fazendo brincadeiras! Você será mais uma estrela linda no céu, agora você está ao lado do seu pai”.

Colegas de faculdade também manifestaram luto.

Coronavírus em Presidente Getúlio

Desde o início da pandemia, Presidente Getúlio contabiliza 30 vidas perdidas em decorrência da Covid-19. Atualmente são 39 casos ativos da doença. Ou seja, pessoas com potencial de transmissão do vírus. Dos 1.687 infectados, 1.618 são considerados recuperados. 

Colunistas