nsc
santa

Violência contra a mulher

Jovem que teria sido estuprada, agredida e presa por empresário europeu é resgatada em SC

Vizinho contou que era possível ouvir o choro e os gritos da vítima do apartamento na Beira-Mar de Itapema

15/07/2022 - 18h57

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Ferrarez
Vítima mostrou hematomas no quadril e nos braços da agressão mais recente
Vítima mostrou hematomas no quadril e nos braços da agressão mais recente
(Foto: )

Uma jovem que teria sido agredida, estuprada e presa por um empresário de Portugal foi resgatada nesta quinta-feira (14), em um apartamento na Beira-Mar de Itapema, Vale do Itajaí. De acordo com a Polícia Militar, vizinhos contaram que ouviam os gritos e o choro da vítima. 

Receba notícias de Itajaí e região direto no Whatsapp

Quando foi resgatada, a mulher que, segundo a PM, tem por volta de 24 anos, contou que estava trancada dentro do apartamento há cinco dias. Ela mostrou aos policiais hematomas no quadril e nos braços da agressão que teria ocorrido no mesmo dia em que a PM a resgatou. Segundo a vítima, após a briga, o empresário a obrigou a fazer sexo oral. 

Os pais da jovem, que moram na região da Grande Florianópolis, chamaram a polícia. Segundo o comandante da PM de Itapema, Éder Oliveira, a guarnição tinha apenas uma localização imprecisa de onde a vítima estaria. Quando o Grupo Tático localizou o prédio, interfonou mas não tive resposta. Então, um vizinho permitiu a entrada dos policiais no edifício e contou ouvir os gritos e choro da jovem.

— Há várias semanas a vítima não dava notícias, a família sequer sabia o número do apartamento, e diligenciamos, insistimos por horas e ninguém atendia. Depois conseguimos contato com um vizinho. O estado da vítima era péssimo — conta o policial. 

Quando chegaram ao apartamento, os policiais encontraram a porta semiaberta. Após entrarem, o comandante conta que o homem os recebeu nervoso. Ele foi questionado se estava sozinho, e contou que a jovem estava no quarto. Os policiais encontraram a vítima deitada na cama. 

Segundo o comandante, a jovem confirmou as violências, contou que os dois tinham um relacionamento e disse ter muito medo do homem. A vítima reforçou que não havia feito a denúncia e disse que não tinha um celular porque ele quebrava todos os aparelhos. 

De acordo com a PM, empresário europeu ficou agressivo, foi contido, algemado e levado até a delegacia. Além disso, seringas de droga injetável e maconha foram encontrados no apartamento. 

Leia também

Mulher fica presa em bueiro ao procurar gato e precisa ser resgatada em Jaraguá do Sul

Serial killer que matou professor em SC é condenado a 104 anos de prisão

Caso de mulher que deu à luz trigêmeos e gêmeos em SC é "raríssimo", diz médico

Colunistas