publicidade

Blitze

Lei Seca flagrou 112 motoristas alcoolizados em julho em Florianópolis

Guarda Municipal realizou mais de 2 mil abordagens de condutores na Capital

12/08/2019 - 18h04

Compartilhe

Por Redação CBN Diário
Blitz da Lei Seca em Florianópolis
Três operações por semana são realizadas na Capital, afirma Couto
(Foto: )

Blitze da Lei Seca realizadas em julho flagraram 112 motoristas que haviam consumido bebida alcoólica em Florianópolis. Foram realizadas mais de 2 mil abordagens, informa o comandante da Guarda Municipal, Ivan Couto.

Os flagrantes ratificam um estudo do Ministério da Saúde que colocam Florianópolis entre as capitais com maior consumo de bebida alcoólica no Brasil. É o que apontam os dados da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel). Dos entrevistados com mais de 18 anos, 22,4% assumiram consumir cinco ou mais doses de bebida alcoólica em uma mesma ocasião. E pelo que as blitze mostram, parte deles não se importa em dirigir.

— Vamos fiscalizar com bastante rigor. A gente não não quer que a pessoa deixe de beber, deixe de se divertir. A única questão é que não pode estar associado à bebida alcoólica com a direção de um veículo — afirma Couto.

De acordo com o comandante, são realizadas três blitze por semana.

— Há duas formas de evitar esse hábito: ou pela educação, sabendo os riscos que estão correndo em dirigir sobre efeito de álcool, ou pelo receio de ser flagrado e receber uma multa de R$ 2.900 ou até mesmo de ser preso. Se ele se recusa a fazer o teste do bafômetro, por algumas análises da aparência ou até mesmo de como ele está se comportando, ele pode ser conduzido para a delegacia.

Ivan Couto lamenta que grupos de whatsapp e marcações em aplicativos como Waze alertem motoristas sobre a fiscalização:

— A quem interessa informar que tem blitz? Pode inclusive fazer com que alerte uma pessoa que cometeu um crime.

Deixe seu comentário:

publicidade