nsc

Coronavírus

Liberada em SC, retomada dos cursos livres segue proibida em Florianópolis  

Nesta categoria, estão cursos de idiomas, das áreas de beleza e gastronomia, entre outros

27/05/2020 - 12h31 - Atualizada em: 27/05/2020 - 13h23

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Ensino regular segue proibido em SC
Ensino regular segue proibido em SC
(Foto: )

Embora o governo de Santa Catarina tenha autorizado a retomada das atividades para cursos livres, como os de idioma e de formação continuada, em Florianópolis o funcionamento segue proibido. As aulas do ensino regular em todos os níveis de educação continuam suspensas para evitar a disseminação da Covid-19.

> Em Joinville, governador diz que volta de aulas e transporte será avaliada por regiões de SC

O decreto que impede o retorno dos cursos livres foi publicado nessa terça-feira (26) no Diário Oficial do Município. O argumento da prefeitura é a necessidade de manter o distanciamento social diante do aumento do número de casos do novo coronavírus em Santa Catarina.

Uma portaria do governo catarinense da última segunda-feira (25) autoriza a retomada das atividades de ensino presencial, em estabelecimentos públicos e privados para cursos livres e determina que sejam tomadas medidas.

> Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

Entre elas estão distanciamento de 1,5m entre as pessoas, uso de máscaras e de álcool gel para higiene de superfícies e das mãos, além da realização de atividades em ambientes arejados entre outras medidas.

Esses cursos são considerados como educação não formal, podem ser de formação inicial e continuada ou qualificação profissional.

Nesta categoria estão cursos das áreas de beleza, gastronomia, idiomas e operação de equipamentos ou tecnologia. Entretanto, não se enquadram os cursos preparatórios para vestibular.

A secretaria de estado da saúde orienta que sejam priorizadas atividades de ensino a distância, principalmente para aulas teóricas. O ensino presencial é recomendado apenas no caso de aulas práticas.

A portaria mantém a proibição de aulas presenciais para creches, escolas maternais e jardins de infância, ensinos fundamental e médio, educação profissional técnica de nível médio, tecnológica de graduação e de pós-graduação, ensino superior e pós-graduação.

Colunistas