O livro “Longe do Ninho” vai contar a história dos 10 atletas da categoria de base do Flamengo que morreram no incêndio do alojamento no Ninho do Urubu, o Centro de Treinamento do Flamengo, no Rio de Janeiro, em fevereiro de 2019.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Entre as 10 vítimas do incêndio do Ninho do Urubu estão dois catarinenses. O jovem Bernardo Pisetta, de 14 anos, de Indaial, no Vale do Itajaí, e Vitor Isaías, de 15 anos, de São José, na Grande Florianópolis, moravam no alojamento na época do incêndio e morreram no local.

A obra é assinada pela jornalista e escritora Daniela Arbex, autora de “Todo dia a mesma noite”, livro que aborda detalhes de outro caso que comoveu o país, o incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria (RS), em janeiro de 2013. Ela também é autora de “Holocausto Brasileiro”, livro-reportagem sobre maus-tratos ocorridos em um hospício que chegou a ser o maior do Brasil.

O livro sobre o incêndio no Ninho do Urubu é da editora Intrínseca e está em pré-venda em lojas virtuais, mas deve ter lançamento oficial somente em fevereiro de 2024.

Continua depois da publicidade

O colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim, publicou neste domingo (17) que o livro deve trazer novidades sobre a investigação. Uma delas é o fato de que os meninos não teriam morrido dormindo, como apontado por alguns envolvidos e familiares dos atletas.

Ainda segundo o colunista, a autora entrevistou familiares dos 10 jogadores mortos no incêndio, sobreviventes e profissionais da perícia, além de analisar documentos e trocas de mensagens e e-mails entre envolvidos no caso.

Relembre o incêndio do Ninho do Urubu em fotos

Leia também

Julgamento de incêndio no Ninho do Urubu tem apelo por justiça em SC: “Que sirva de exemplo”

Continua depois da publicidade

As vítimas do incêndio no CT do Flamengo

Indaial inaugura centro esportivo em homenagem a Bernardo Pisetta, morto em incêndio no Ninho do Urubu

Destaques do NSC Total