nsc

    Parque de Coqueiros

    Mamaço em Florianópolis chama atenção para o aleitamento materno

    Evento é parte do Agosto Dourado, mês dedicado à reflexão sobre o tema

    03/08/2019 - 08h58 - Atualizada em: 03/08/2019 - 12h10

    Compartilhe

    Por Juliana Gomes
    Mães que amamentam, gestantes e familiares participam do evento
    Mães que amamentam, gestantes e familiares participam do evento
    (Foto: )

    Na manhã deste sábado (03), mães levam seus bebês ao Parque de Coqueiros, na região Continental de Florianópolis, para mais uma edição do mamaço. É um espaço para as crianças brincarem, enquanto mães e pais recebem orientações de médicos e enfermeiros da Secretaria de Saúde e de entidades ligadas à área. O evento reforça a importância do aleitamento materno para a vida das crianças

    Mila Lima e sua filha Milene foram as primeiras a chegar ao parque.

    — Sempre tive o desejo de amamentar. Recomendo a todas as mães, vou amamentá-la até à idade que ela quiser — disse Mila.

    Ouça a reportagem:

    No local, a pediatra Amanda Ibagy orienta as mães sobre aleitamento materno em palestras e consultorias.

    — Toda mulher é capaz de amamentar e o aleitamento faz toda diferença na vida da criança, até salva vidas. É importante dizer que a mãe precisa do apoio da família e da sociedade, porque o estado emocional da mulher contribui para produção de hormônios, como prolactina,fundamentais para produção de leite materno — explicou.

    Mila Lima e Milene foram as primeiras a chegar no parque
    Mila Lima e Milene foram as primeiras a chegar no parque
    (Foto: )

    Regiane Pesenti é mãe de Chiara, de um ano e três meses. Ela também foi ao parque de Coqueiros na manhã deste sábado, acompanhada do marido Bruno Oliveira. Pra Regiane, o aleitamento exigiu persistência.

    — Sempre soube que era difícil amamentar, mas não imaginei que fosse tanto. Recebi orientação profissional e muita ajuda da família, que fez toda diferença. A ajuda do meu marido foi fundamental pra me acalmar e apoiar nos momentos mais difíceis —, contou.

    Regiane Pisenti e o marido Bruno Oliveira lavaram a filha Chiara ao parque.
    Juliana Gomes / CBN Diário
    (Foto: )

    O Mamaço Floripa ocorre todos os anos no parque, desde 2013, por iniciativa da prefeitura da capital, como parte do Agosto Dourado, mês dedicado à reflexão sobre o tema.

    Com a atividade, a Secretaria de Saúde de Florianópolis reconhece que a amamentação exige esforço, mas pode melhorar com apoio da família, do ambiente de trabalho e da comunidade.

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) preconiza que nos dois primeiros anos, todos os bebês sejam amamentados. A prática pode, ao ano, salvar a vida de até 820 mil crianças menores de cinco anos.

    O aleitamento é capaz de melhorar o QI, o desempenho e a frequência escolar, conforme a OMS. A amamentação pode ainda estar associada a rendas mais altas na vida adulta. Para as mães, pode representar uma redução do risco de câncer de mamas.

    Encontro integra cronograma de agosto dourado
    Encontro integra cronograma de agosto dourado
    (Foto: )

    Celebração

    O leite materno é considerado pela OMS um alimento de ouro, por isso, o mês de gosto recebe a cor dourada. Desde a última quinta-feira (1º) até a próxima quarta (7), ocorre no mundo inteiro a celebração da Semana de Aleitamento Materno.

    No Brasil, em 2017, o Agosto Dourado foi instituído como o mês do aleitamento materno após a sanção da lei 13.435/2017 pelo Congresso Nacional.

    O período é dedicado à divulgação do assunto em todos os espaços da sociedade civil e organizada.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas