nsc
dc

publicidade

Maré alta

Mar agitado causa danos no Sul da Ilha de SC

Agitação marítima deve continuar até a noite de quinta-feira, segundo a Defesa Civil 

16/10/2019 - 19h19 - Atualizada em: 16/10/2019 - 21h00

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Sul da Ilha de SC é a mais afetada pelo fenômeno
(Foto: )

A agitação marítima causou alguns danos no Sul da Ilha de Santa Catarina nesta quarta-feira (16). Os estragos pelo avanço do mar ocorreram entre as praias do Campeche e do Morro da Pedra, onde a escadaria chegou a ser danificada, assim como uma área do deck. Em outras regiões do litoral catarinense não houve prejuízos causados pelas fortes ondas até o momento, segundo a Defesa Civil.

A previsão é de que a maré alta se estenda até a noite desta quinta-feira (17), com possibilidade de ressaca. Um alerta de mar agitado foi emitido para todo litoral do Estado, até 23h. Até lá, um sistema de alta pressão influencia a área de pesca. A recomendação é para que as navegações sejam evitadas, principalmente pequenas embarcações.

De acordo com a Defesa Civil de Florianópolis, apesar dos danos registrados no Sul da Ilha, o caso é considerado pontual e comum em dias com mar agitado. A região mais ao sul da Capital também é o local mais fragilizado do ponto de vista da dinâmica litorânea, motivo pelo qual tem o maior número de eventos registrados em decorrência do fenômeno.

Conforme a Epagri/Ciram, a condição de mar agitado ocorre devido a aproximação de um sistema de alta pressão pelo Rio Grande do Sul, combinado com áreas de baixa pressão em superfície sobre Santa Catarina.

Possibilidade de temporais

Há possibilidade de temporais isolados nesta quinta-feira para todas as regiões de Santa Catarina. A previsão é de pancadas de chuva moderadas a pontualmente fortes, acompanhadas de raios, ventos fortes e queda de granizo.

Nesta quinta o vento deve apresentar rajadas de 30 a 40km/h e as ondas devem ficar entre dois a dois metros e meio, com picos de até três metros. Em Florianópolis as ondas mais altas devem ficar ao Sul da Ilha.

Segundo a meteorologista da Epagri/Ciram, Gilsânia Cruz, a tendência para o fim de semana é de variação de nuvens e condição de chuva para o setor norte área de pesca, com rajadas de vento de 30 a 50km/h e ondas com picos de 2,5 metros em Florianópolis.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade