nsc

publicidade

Legislativo

Marcelo Lanzarin (MDB) é eleito presidente da Câmara de Vereadores de Blumenau

Escolha foi unânime na tarde desta terça-feira

11/12/2018 - 18h04 - Atualizada em: 11/12/2018 - 19h05

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Professor Gilson, Marcelo Lanzarin, Bruno Cunha e Almir Vieira
(Foto: )

O vereador Marcelo Lanzarin (MDB) foi eleito o novo presidente da Câmara de Blumenau em sessão na tarde desta terça-feira. Ele vai comandar o Legislativo pelos próximos dois anos, até o fim de 2020. Bruno Cunha (PSB) será o vice-presidente. Almir Vieira (PP), será o primeiro secretário, e Professor Gilson (PSD) será o segundo secretário. A posse ocorre de forma automática em 1° de janeiro. A chapa foi a única registrada para a disputa e recebeu 15 votos.

A eleição da mesa nesta terça ocorreu de forma mais tranquila, nem de longe lembrou a tentativa de eleição da semana passada, que terminou com sete vereadores abandonando o plenário durante o período para definição das chapas.

Desta vez, o clima na sessão começou mais ameno. Esquentou com a manifestação de servidores no plenário, que criticaram a aprovação do fim do FGTS para servidores temporários, feita em sessão extraordinária na semana passada. Ficou ainda mais acirrada com uma discussão entre os vereadores Ricardo Alba (PSL), Almir Vieira (PP) e Alexandre Caminha (PSD).

Quando falavam sobre a mesa diretora, os vereadores evitavam revelar qualquer detalhe da articulação, mas já indicavam que poderia haver uma única chapa de consenso, ao contrário das duas chapas adversárias que os legisladores tentaram montar na última semana.

A suspeita se confirmou e dissipou as últimas dúvidas somente ao fim da sessão desta terça, por volta das 17h50min. O nome de Lanzarin, que desde semana passada era mencionado como possível nome de consenso, foi confirmado na cabeça da única chapa registrada.

A novidade foi o nome de Bruno Cunha (PSB), que na semana passada chegou a liderar uma candidatura, agora indicado como vice na chapa vencedora. A aliança ainda tinha Almir Vieira, outro que tentou lançar candidatura semana passada, e Professor Gilson (PSD). Bruno e Gilson, embora de partidos aliados ao governo, acabaram compondo a mesa em um grupo que não era o apoiado abertamente pela prefeitura nas semanas que antecederam a votação.

Após a eleição, o presidente eleito da Câmara se disse feliz por ter sido eleito por unanimidade e prometeu manter como principal linha de atuação a economia no comando do Legislativo, o que já acontecia no mandato atual. Lanzarin prometeu dar andamento a prioridades antigas da Câmara como a construção de uma sede própria e prometeu trabalhar junto com o Executivo.

— A independência entre os poderes já é uma prerrogativa da Casa. Temos uma mesa bastante eclética, que acredito que acabou contemplando a representatividade aqui na Casa, prova é a eleição por unanimidade — respondeu, quando questionado se esta seria uma mesa mais independente dos poderes.

O futuro presidente disse que a nova mesa também deve ter bom relacionamento com o Executivo e frisou o interesse em apostar em ações de economia da Casa:

— Tivemos ao longo dos primeiros dois anos um trabalho de economizar, de mostrar que entendemos o que é importante para a comunidade e o caminho é esse, é dar continuidade a esse trabalho — destacou.

Deixe seu comentário:

publicidade