Uma mulher foi condenada a 10 anos de cadeia por extorquir um casal em Blumenau causando um prejuízo superior a R$ 200 mil. O contato entre as vítimas e a golpista começou com um convite para o grupo de orações, mas terminou com marido e mulher pagando altos valores à condenada para não serem “amaldiçoados” com doenças.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

O Ministério Público diz que a história começou em junho de 2018, quando a mulher fez uma compra no comércio das vítimas e os convidou participar de um grupo de orações, com o objetivo de fortalecer a empresa. Após insistência, marido e mulher foram chamados para uma oração presencial. Nesse encontro, porém, precisaram levar R$ 40 mil em dinheiro.

As cédulas teriam sido costuradas em um saco, que, ao final das preces, foi devolvido ao casal. A embalagem foi aberta um mês depois, conforme orientação recebida pela mulher, e as vítimas se depararam apenas com papel cortado. Quando perceberam se tratar de um golpe, começaram a ser extorquidos pela mulher, o que durou cerca de dois meses.

“A acusada e a comparsa se utilizaram de promessa de mal espiritual para obter vantagem indevida e fazer a vítima transferir expressivos valores, uma vez que, caso não pagasse o valor, a esposa ou o filho poderiam sofrer problemas de saúde e, inclusive, ficar em cadeira de rodas”, destacou a juíza Fabíola Duncka Geiser na decisão.

Continua depois da publicidade

No documento a magistrada frisa ainda que “prova de que essa grave ameaça foi efetiva é o fato de a vítima ter realmente ficado amedrontada, porquanto transferiu mais de R$ 200 mil às demandadas sem qualquer explicação racional a não ser o receio de sofrer as consequências prometidas”.

A golpista está presa e não poderá recorrer da sentença em liberdade. De acordo com a Justiça, ela possui uma série de passagens policiais e antecedentes em várias comarcas de Santa Catarina por práticas semelhantes. A comparsa responde ao caso em um processo separado.

Leia mais

Cheiro forte em telhado de empresa revela homem morto em Blumenau

Colisão frontal deixa quatro feridos e interdita Rodovia Jorge Lacerda em Ilhota

Destaques do NSC Total