nsc
    dc

    Sinais de empatia

    Menina com suspeita de coronavírus põe recado em saco de lixo para alertar garis

    Garota de 10 anos moradora de São José está isolada com a mãe e quis evitar qualquer risco de contaminação

    20/07/2020 - 06h00

    Compartilhe

    Jean
    Por Jean Laurindo
    Menina preparou recado para evitar sobre possibilidade de contaminação
    Menina preparou recado para evitar sobre possibilidade de contaminação
    (Foto: )

    Uma menina de 10 anos com suspeita de covid-19 colocou um recado no saco de lixo para alertar garis e profissionais da coleta sobre o possível risco de contaminação. O gesto ocorreu no sábado. A foto da mensagem circulou nas redes sociais no fim de semana como uma forma de cuidado com o próximo em meio à pandemia do novo coronavírus.

    Renata Gaspar Kuhn mora com os pais em São José, na Grande Florianópolis. A mãe, Jaqueline Joice Gaspar, conta que a filha começou a sentir dor de cabeça, de garganta e no abdômen na terça-feira da semana passada. A principal suspeita dos médicos é de que o caso seja de covid-19.

    > Com pipas no ar, amigos fazem homenagem para motoboy que morreu sobre o asfalto em Florianópolis

    A menina chegou a ficar internada na noite de quarta para quinta-feira. Pela manhã, ganhou alta, mas com a orientação de ficar em isolamento e fazer o exame RT-PCR nesta segunda-feira (20), período em que o resultado do teste poderia ser mais eficiente segundo os médicos.

    Desde então, mãe e filha estão em isolamento e não saem de casa para nada, para evitar risco de contaminação. As duas estão bem de saúde. O pai de Renata, que estava viajando, foi para a casa da mãe para evitar contato até que as duas tenham o resultado do exame.

    Renata preparou mensagem para avisar coleta de lixo sobre cuidado para evitar contaminação
    Renata preparou mensagem para avisar coleta de lixo sobre cuidado para evitar contaminação
    (Foto: )

    Uma moradora do prédio em que as duas residem se prontificou a retirar o lixo do apartamento para Jaqueline. As duas higienizam o saco de lixo com álcool 70% e o deixam do lado de fora da porta para a vizinha retirá-lo, com luvas. Mesmo assim, a pequena Renata se mostrou preocupada com uma possível contaminação durante a coleta de lixo, e então teve a ideia de colocar uma mensagem para alertar os garis.

    – Muitas pessoas postaram a mensagem porque é uma atitude de empatia. Em um momento em que há muita gente até com sintomas batendo perna por aí, sem se preocupar, isso mostra um cuidado dela com os outros – conta a mãe.

    > Laine Valgas: Campanha desperta otimismo na comunidade, em Itajaí

    Recados como o que Renata fixou no saco de lixo podem ser usados também para ajudar os trabalhadores de coleta de resíduos ao identificar vidros quebrados, por exemplo, que podem representar risco aos profissionais - e que devem ser descartados para a reciclagem.

    Não é a primeira vez que Renata dá bons exemplos por meio de pequenos gestos. Em 2016, com apenas seis anos, a menina cortou os cabelos e, com a ajuda de outras pessoas da família, colaborou para a fabricação de uma peruca para uma menina que estava com câncer.

    Jaqueline e Renata vão fazer o teste de covid-19 nesta segunda-feira, no centro de triagem de São José.

    > Lobo-marinho é encontrado na Praia dos Ingleses, em Florianópolis

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas