nsc
dc

Pandemia

Ministério da Saúde confirma 621 casos de coronavírus no Brasil

São 20 casos em Santa Catarina

19/03/2020 - 16h34 - Atualizada em: 19/03/2020 - 17h14

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, atualiza números do coronavírus no Brasil
Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, atualiza números do coronavírus no Brasil
(Foto: )

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (19) os números sobre o coronavírus no Brasil. São 621 casos confirmados para o covid-19 no país, com seis mortes. Também foram informados os números de casos confirmados por estados. Santa Catarina tem 20 casos entre os 71 da região Sul do País

​​​> Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

São seis mortes confirmadas no Brasil, que representam 1% do total de casos confirmados. Foi citado que cinco localidades do País têm a transmissão sustentada (que não está relacionada com alguém que veio do exterior), nas capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS) e a região de Tubarão, em Santa Catarina - a única que não é uma capital.

- Aqui no Brasil estamos no início de casos em todas as regiões, com exceção na região amazônica, e com as regiões tendo aumento sistemáticos em bloco. O que poderia ocorrer em uma localidade, como foi na China, aumenta em bloco em diferentes estados no País. Parece ser um cenário de característica nacional do que regional. Na próxima semana isso vai ficar claro, o que vai alterar para mais ou menos nossas previsões. Se levantar todas de uma vez, vai ser muito mais complexo de a gente monitorar e tratar - declarou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Em regiões em que há a transmissão sustentada, como é o caso no Sul de Santa Catarina, o Ministério da Saúde informou que atendimento será feito de forma diferente do que a atual. Casos de gripe, de acordo com características, podem ser tratados como o novo coronavírus sem necessidade de teste, e o encaminhamento para isolamento domiciliar com monitoramento.

- Após a triagem, os casos leves devem ficar 14 dias em isolamento. Haverá monitoramento a cada dois dias presencialmente pela equipe de enfermeiros, agentes comunitários ou por telefone dependendo da organização local - explicou o secretário Erno Harzheim.

O Ministério anunciou ainda que vai dispor de testes para covid-19 em todos os estados.

- A partir de hoje (quinta-feira, 19), todos os estados estão capacitados para realizar uma capacidade mensal de 40 mil exames por mês, em toda a rede. Estamos ampliando, colocado mais máquinas e automatizando da rede nacional de laboratórios - disse o secretário de Vigilância de Saúde, Wanderson Oliveira.

A partir de agora, informou o secretário, o sistema do Ministério da Saúde sofrerá alterações para poder suportar a carga e não vai mais informar o número de casos suspeitos, apenas confirmações e mortes, conforme divulga a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Colunistas