O Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) vai investigar as denúncias de possíveis negligências no atendimento médico prestado a Sofia Pereira, de 4 anos, que morreu de dengue no último domingo (31), no Pronto Atendimento de Barra Velha. A família da menina acusa que a equipe médica não prestou atendimento adequado à vítima.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região no WhatsApp

No procedimento, a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Barra Velha solicita que a secretaria de Saúde da cidade envie, em até 48 horas, cópias de toda documentação referente aos atendimentos prestados à criança e forneça nome e cargo dos profissionais responsáveis pelos atendimentos. A pasta deve encaminhar cópia da instauração do processo administrativo instaurado para apurar os fatos.

Dengue em SC

Além disso, o MP-SC requereu que o Hospital e Maternidade Jaraguá, de Jaraguá do Sul, para onde a criança foi transferida e morreu, faça a apresentação integral de cópias do prontuário médico referente ao caso da vítima. O hospital tem o prazo de 48 horas para o envio da documentação. 

Continua depois da publicidade

Cidades do Norte de SC registram mais duas mortes por dengue

Foi requisitado, ainda, que a delegacia de polícia de Barra Velha instaure um inquérito policial para a apuração dos fatos, no prazo de cinco dias. 

Mãe se revolta com o caso

Além do luto, a mãe da criança, Ana Maria, está com o sentimento de revolta após a morte da filha. Isso porque o caso teria sido negligenciado pelo médico que a atendeu no Pronto Atendimento de Barra Velha.

A pequena Sofia teve os primeiros sintomas na quarta-feira (27) e foi levada ao PA da cidade. Mesmo tendo recebido a pulseira de prioridade no atendimento, a unidade estava cheia de pacientes e a família demorou para receber a assistência. 

— Esse médico não pediu exame, não receitou remédio na veia, nada. Deu remédio comprimido, pomada — ressalta a mãe.

Continua depois da publicidade

O que diz a prefeitura

Em suas redes sociais, o prefeito interino de Barra Velha, Daniel Pontes da Cunha, informou que pediu ao secretário de Saúde que fizesse o afastamento do médico envolvido no caso. 

— Estamos com muita tristeza reunidos aqui na prefeitura de Barra Velha com secretários, corpo jurídico, devido ao falecimento da pequena Sofia. É um momento muito triste para a população de Barra Velha. Não tem como mensurar a dor da perda desse pai, dessa mãe que estão sofrendo nesse momento — comentou o prefeito.

Além disso, relatou que o governo municipal está tomando medidas administrativas e pediu a abertura de uma sindicância para apurar se houve ou não negligência médica no atendimento.

Leia também

Vinhos e azeite de oliva da Argentina são apreendidos com idoso em carro de luxo em SC

Homem é atacado a facadas e morre após briga causada por rede de pesca em SC

VÍDEO: Motorista é preso com 15 mil maços de cigarros contrabandeados em rodovia de SC

Destaques do NSC Total