nsc
santa

Recursos

Ministro do Turismo anuncia liberação de R$ 86,8 milhões para obras em Blumenau

Comunicado veio durante uma homenagem promovida por entidades de classe ao chefe da pasta

21/06/2018 - 18h16 - Atualizada em: 21/06/2018 - 18h56

Compartilhe

Por Redação NSC
O recurso será destinado a 15 obras e pode ser pago pela prefeitura em 20 anos
O recurso será destinado a 15 obras e pode ser pago pela prefeitura em 20 anos
(Foto: )

A passagem do ministro de Turismo por Blumenau rendeu bons frutos para a cidade. Em conversa com jornalistas antes do evento, promovido por entidades de classe para homenageá-lo, Vinicius Lummertz anunciou a liberação de R$ 86,8 milhões ao município. O dinheiro está à disposição da prefeitura através do Programa de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo (Prodetur + Turismo) e poderá ser acessado por meio de financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com prazo para pagamento de 20 anos. O recurso será destinado a 15 obras. Entre elas está a revitalização da margem esquerda do Rio Itajaí-Açu.

O ministro confirmou ainda a liberação de mais R$ 5 milhões, estes a fundo perdido, para a revitalização da Prainha. Destacou o empenho da pasta para tornar Santa Catarina no estado dos investimentos em turismo, não só públicos, mas também privados, já que a mesma linha de crédito foi liberada também aos empresários.

- O que nós queremos é fazer com que o turismo seja uma alavanca do desenvolvimento da região – frisou o catarinense Lummertz.

O prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, comemorou o anúncio. O chefe do Executivo vê a liberação como uma grande oportunidade para prospectar novas ações turísticas no município, além das já consolidadas como Oktoberfest e Magia de Natal. Ele acredita que com a BR-470 duplicada nos próximos três anos, como prevê o Governo Federal, se tenha condição de ter boa parte das obras executadas, ampliando o escopo turístico da cidade.

Entretanto, destacou que a prioridade está na obra a fundo perdido – que não necessita pagamento da prefeitura. Isso porque para as demais obras é preciso avaliar a capacidade de caixa da administração. Ou seja, se é possível ou não pagar pelo que se decidir executar.

- As demais obras vamos ao BNDES para negociar a forma de desembolso e o modelo que eles nos propõe para que a gente possa executar cada uma delas. Ou se na totalidade o desembolso ou parcial, de acordo com cada projeto – explica Hildebrandt.

Obras previstas para execução com o financiamento liberado:

Restauração do Casarão Jensen

Pavimentação turística da Rua Erwin Manzke

Pavimentação turística da Rua Wunderwald

Pavimentação turística da Rua Sarmento

Pavimentação turística da Rua Gertrud Sierich

Pavimentação turística da Rua Braço do Sul

Reurbanização dos passeios da Rua Henrique Conrad

Implantação de mobiliário turístico e mirante no Parque Nacional da Serra do Itajaí

Construção do monumento Casa Dr. Blumenau

Implantação de mirante no Morro do Aipim

Revitalização/requalificação do futuro calçadão da Rua Curt Hering

Reforma do Auditório Municipal Carlos Jardim e entorno

Revitalização da Margem Esquerda do Rio Itajaí-Açu

Revitalização da Rua Alberto Stein

Recuperação da Ponte Aldo Pereira de Andrade (Ponte de Ferro)

::: Leia mais no Santa

Colunistas