nsc
santa

Obituário

Morre o radialista e escritor Vilarino Wolff, o Tio Vila, em Blumenau

Ele não resistiu às complicações de um câncer linfático e faleceu nesta segunda-feira (14)

15/09/2020 - 06h24 - Atualizada em: 15/09/2020 - 06h40

Compartilhe

Augusto
Por Augusto Ittner
Vilarino Wolff, o Tio Vila
Vilarino Wolff, o Tio Vila
(Foto: )

Morreu nesta segunda-feira (14) em Blumenau o radialista, escritor e jornalista Vilarino Wolff, conhecido como “Tio Vila”. Ele estava internado em uma clínica da cidade com um câncer linfático, não resistiu, e faleceu durante a noite. Nas redes sociais, amigos, familiares e os filhos, Fabrício e Nico, se despediram de Tio Vila, que faleceu aos 81 anos.

> Receba notícias por WhatsApp. Clique aquie e entre no grupo do Santa

Conhecido pela voz imponente, Vilarino Wolff chegou a comandar nos últimos anos um projeto financiado pela Lei de Incentivo à Cultura que contava a trajetória dos imigrantes que vieram a Blumenau há 170 anos. O programa foi ao ar nas rádios da cidade. Sempre bem-humorado, Vila chegou a ser animador de auditórios, apresentador de programas no rádio e teve uma passagem nos microfones como comentarista político.

— Um homem que não dizia besteiras, que não guardava rancor, que era querido por todos. O homem que nos ensinou, a mim e a meus irmãos, a se colocar no lugar dos outros, a não se achar superior a ninguém, a valorizar todo gesto de humanidade vindo das pessoas. O pai das frases de experiência de vida, muitas das quais repeti aos meus filhos. O pai que era muito mais um amigo, que não julgava, que não proibia. Um parceiro de bocha, de sinuca, de muitas conversas — escreveu Fabrício Wolff, nas redes sociais.

O velório de Vilarino será nesta terça-feira (15), das 10h às 15h30min, no Crematório Neuhaus, às margens da BR-470, no Salto do Norte. A cerimônia de cremação ocorre em seguida.

Colunistas