nsc
an

Violência

Motoristas de aplicativo em Joinville protestam e pedem mais segurança após assassinato

Motorista foi morto a facadas durante uma corrida no fim de semana

10/08/2021 - 08h40

Compartilhe

Redação
Por Redação AN
Protesto de motoristas de aplicativo em Joinville
Protesto de motoristas de aplicativo em Joinville
(Foto: )

Os motoristas de aplicativos em Joinville estão reforçando os protestos e pedidos por mais segurança para a classe. A reclamação é antiga, mas ganhou peso no último fim de semana com a morte de Evandro Telles Rodrigues, de 39 anos, assassinado a facadas durante uma corrida no bairro Boa Vista sábado (7) à noite.

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A morte de Telles, como era conhecido, é tratada pela polícia como um latrocínio (roubo seguido de morte) e já teve a investigação concluída, visto que os dois suspeitos foram presos horas depois do crime e teriam confessado. A Polícia Civil já encaminhou o caso à Justiça, indicando o julgamento por latrocínio ao jovem de 20 anos e um ato infracional ao adolescente de 17 que também teria participado.

- Ele era um cara que evitava trabalhar no final de semana por causa da segurança. Um cara que brigava por monitoramento, por segurança. É um sentimento que dói muito - lamentou o motorista José Aluísio da Silva, colega de Telles, em entrevista à NSC TV.

> Assine a newsletter do A Notícia e receba os destaques da região no seu e-mail

O caso motivou um protesto dos motoristas de app no domingo (8) em Joinville, em uma carreata por bairros da cidade:

- O primeiro da manifestação foi a homenagem ao nosso parceiro Telles, que contribuiu muito com a classe. E o segundo ponto foi a reclamação de segurança. Os aplicativos faturam nas custas dos trabalhadores e infelizmente não estão preocupados com a nossa segurança - disse o motorista Eraldo Martins.

Também presente no protesto de domingo, o motorista Lincon Jeske destacou que a falta de regulamentação dos aplicativos também atrapalha na questão da valorização:

- Estamos lutando por uma condição de trabalho melhor. Sair de casa sem deixar a preocupação para a minha família se eu vou voltar ou não.

À NSC TV, o aplicativo em que a corrida de Telles foi feita disse que está prestando apoio à polícia e à família do motorista.

Leia também:

Motorista embriagado é preso após acidente com duas mortes na BR-101 em Joinville

Porta de carro abre e jovem cai de carro em movimento em Blumenau

Lei afasta pais e filhos adotados nas maiores cidades de Santa Catarina

Colunistas