nsc
dc

Oeste

MP quer cancelar shows em Serra Alta mas prefeito mantém programação 

Promotor vê gasto desnecessário de R$ 115 mil em evento. Prefeito afirma estar dentro da legalidade

08/04/2019 - 16h11 - Atualizada em: 08/04/2019 - 16h13

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Gasto com shows em Serra Alta seria de R$ 115 mil
Shows em comemoração aos 30 anos de Serra Alta entraram na mira do Ministério Público
(Foto: )

O Ministério Público deu prazo de cinco dias, a contar de sexta-feira, para que a administração de Serra Alta anule shows previstos para o dia 26 de abril, com Munhoz e Mariano, no valor de R$ 97,5 mil, e Banda Sabor do Som, no valor de R$ 18 mil. As apresentações fazem parte da programação de comemoração dos 30 anos de emancipação do município.

A recomendação partiu do promotor de Justiça de Modelo, Edisson de Melo Menezes. Ele entende que os shows de alto custo patrocinado pelo poder público não atendem ao interesse público.

- É um valor de mais de R$ 100 mil para um município de pequeno porte, que poderia ser investido em outras áreas como educação, saúde e segurança pública, e me parece um despropósito gastar esses recursos em shows, que não são nem dentro de uma feira – destacou Menezes.

O promotor também quer o ressarcimento ao erário de qualquer pagamento já realizado e proibição de efetuar outros pagamentos para custear shows. E afirmou que vai adotar medidas judiciais caso as recomendações não sejam acatadas.

Mesmo assim o prefeito de Serra Alta, Darci Cerizolli, que nesta segunda-feira foi até a promotoria, disse que não vai adotar a recomendação.

- Até conversei com o promotor pedindo que reconsiderasse a questão pois será cobrado ingresso dos shows, todos os municípios fazem isso, está tudo dentro da legalidade. Serra Alta é um município enxuto, aplicamos até mais do que é recomendado na saúde. Tenho que prestar contas para a população e para o Tribunal de Contas. Ele disse que vai manter a decisão, eu também – afirmou Cerizolli.

Ele afirmou que os ingressos para o show vão custar R$ 30 para os moradores de Serra Alta e R$ 50 para os demais.

O promotor disse que recebeu documentação do prefeito sobre a situação financeira do município e que vai analisar com calma antes de tomar qualquer medida.

Colunistas