nsc
    hora_de_sc

    Saúde

    MPSC recomenda implantação de posto de saúde no centro de Florianópolis 

    Documento sugere que unidade tenha capacidade de atender 15 mil pessoas no centro da cidade para desafogar emergências de hospitais

    01/08/2019 - 06h27 - Atualizada em: 01/08/2019 - 07h33

    Compartilhe

    Por Camila Levien
    (Foto: )

    O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) recomendou ao Município de Florianópolis a criação de um novo Centro de Saúde na região central da Capital. A justificativa do órgão para a orientação é a sobrecarga das emergências dos públicos. A prefeitura irá acatar a decisão e afirma que já tem um projeto em andamento para a instalação do Centro de Saúde em um prédio de cinco pavimentos próximo ao Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), que antes pertencia à Casan e que necessita, antes da instalação, de reforma estrutural e arquitetônica.

    O Promotor de Justiça responsável pelo caso Luciano Trierweiller Naschenweng, comenta que o problema foi apontado em um inquérito civil. O promotor comenta hoje existem três Unidades de Pronto Atendimento (UPA) no norte, sul e continente, o que causa uma sobrecarga nos setores de emergência dos hospitais Governador Celso Ramos, Florianópolis e Universitário.

    O órgão realizou uma pesquisa nos primeiros seis meses deste ano e constatou que a maioria dos atendimentos nas emergências dos três hospitais nesse período era considerado como "não urgente" ou "pouco urgente", chegando a 83% dos atendimentos do Hospital Florianópolis. Nos hospitais Governador Celso Ramos e Universitário, os atendimentos não emergenciais chegam a 61,8% e 69,2%, respectivamente.

    O documento sugere a instalação de uma unidade de saúde com capacidade de atendimento de 15 mil pessoas no Centro da cidade. Além da nova unidade, o MPSC recomendou a ampliação do horário de atendimento nos centros de saúde do município com a inscrição no programa nacional Saúde na Hora - o qual exige expediente mínimo de 60 horas semanais, com a contrapartida de aumento de recursos transferidos pela União - e abertura de vagas para o cargo de Médico da Família e Comunidade.

    A Secretaria Municipal de Saúde informou que os três pontos serão atendidos e que o município já está inscrito no programa nacional Saúde Hora. A administração municipal informou ainda que 32 centros devem estar abertas das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira, até o ano de 2020 e também que já está prevista a ampliação das equipes de Saúde da Família, com concurso público em fase final de preparação.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas