nsc
    dc

    Violência doméstica

    Mulher é agredida pelo marido até desmaiar e crianças presenciam violência em Rio Fortuna

    Dois filhos do casal e dois sobrinhos, com idades de 2 a 7 anos, estavam em casa

    06/07/2020 - 07h48 - Atualizada em: 06/07/2020 - 08h06

    Compartilhe

    Lariane
    Por Lariane Cagnini
    briga
    Polícia foi chamada por um vizinho, que ouviu a briga
    (Foto: )

    Uma mulher moradora de Rio Fortuna, no Sul de Santa Catarina, foi agredida pelo marido até desmaiar na frente de quatro crianças. O caso de violência doméstica foi atendido pela Polícia Militar, por volta das 21h deste domingo (5). Os dois filhos do casal e dois sobrinhos, com idades de 2 a 7 anos, estavam em casa e presenciaram a cena segundo a vítima.

    A polícia foi acionada por um vizinho, que ouviu a briga e informou que havia crianças no local. O marido da vítima foi abordado na frente do apartamento onde eles moram, e confirmou ter agredido a mulher, dizendo que ela também o agrediu. Conforme o boletim de ocorrência, ele estava visivelmente embriagado.

    No apartamento os policiais encontraram cadeiras, mesas, balcões e copos quebrados. A mulher disse que o marido deu dois tapas no rosto dela, e que apertou o pescoço na tentativa de enforca-la, até que ela desmaiou. Ela disse que as agressões são frequentes, e que por isso vai levar a denúncia adiante. O homem recebeu voz de prisão e os dois foram levados para a delegacia de Braço do Norte.

    > Santa Catarina tem 1 mil novos casos confirmados e mais dez mortes por coronavírus

    As crianças foram deixadas com a avó, e o Conselho Tutelar foi acionado para verificar como elas estão e ver a necessidade de algum outro encaminhamento.

    Números para denunciar

    Polícia Militar

    - Telefone 190: quando presenciar ou vivenciar algum episódio de violência contra a mulher.

    Central de Atendimento para Mulher em Situação de Violência

    - Telefone 180: para buscar orientação sobre direitos e serviços públicos à população feminina, bem como para denúncias ou relatos de violência.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas