nsc
    dc

    Justiça

    Mulher que contratou cartomante para matar mulher do ex-marido vira ré 

    Tentativa de homicídio que envolve valores de R$ 1,1 milhão aconteceu em Chapecó

    10/12/2019 - 17h59 - Atualizada em: 11/12/2019 - 08h14

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Mulher encomendou morte da mulher do ex-marido
    Atirador paraguaio tentou fugir numa motocicleta e foi detido pela guarda municipal
    (Foto: )

    A mulher que prometeu pagar R$ 1,1 milhão a uma cartomante ao encomendar a morte da companheira do ex-marido, em Chapecó, virou ré, assim como a própria cartomante, o marido da cartomante e o “matador” paraguaio que foi contratado para cometer o crime.

    A 1ª Vara Criminal da comarca de Chapecó aceitou a denúncia de tentativa de homicídio qualificado contra de uma mulher de 63 anos, que teria procurado uma cartomante para que a ajudasse a se reconciliar com o ex-marido, que já estava em outro relacionamento. Ela pagou R$ 340 mil para o “feitiço”, que não deu certo. Então, segundo a denúncia, a cartomante teria proposto a o homicídio da “concorrente”, por um valor de R$ 800 mil.

    O marido da cartomante contratou um atirador, de 29 anos, que morava no Paraguai. Ele recebeu R$ 15 mil antecipado e receberia mais R$ 20 mil após o crime, que deveria parecer um latrocínio.

    No dia 3 de junho o atirador, que já estava há alguns dias num hotel em Chapecó, esperou a vítima, uma mulher de 48 anos, próximo a um banco na Avenida Getúlio Vargas. Ele deu dois disparos com uma pistola 765, um na cabeça da vítima, e levou a bolsa dela.

    Na fuga, em direção ao Rio Grande do Sul, acabou sendo preso pela guarda municipal. No ato ele apresentou documento de identidade falso. Também estava com porte ilegal de arma de fogo, com numeração raspada.

    A Polícia Civil estranhou que o atirador tivesse mirado na cabeça da vítima para levar uma bolsa que tinha pouco dinheiro. Depois de alguns dias de investigação descobriram que se tratava de uma tentativa de homicídio.

    A cartomante foi presa e seu marido, Fabiano Arestides, de 37 anos, está foragido. A mandante do crime, que não teve o nome divulgado, também teve prisão decretada mas acabou conseguindo um habeas corpus para responder em liberdade.

    A vítima sobreviveu aos disparos e está se recuperando.

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas