nsc
santa

Violência doméstica

Mulheres têm terça-feira de terror nas mãos de agressores em Blumenau e região

Ao menos três casos chegaram à PM entre 13h20min e 22h. Em um dos episódios a vítima precisou ser hospitalizada e nos outros dois já havia histórico de agressões

19/01/2022 - 07h12

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Em um dos casos a vítima conseguiu tirar a espingarda de pressão da mão do agressor
Em um dos casos a vítima conseguiu tirar a espingarda de pressão da mão do agressor
(Foto: )

O Médio Vale do Itajaí teve uma terça-feira (18) violenta no que diz respeito a agressões contra mulheres. Ao menos três vítimas precisaram chamar a Polícia Militar após apanharem ou terem sido ameaçadas por companheiros ou ex entre as 13h20min e 22h. Os casos ocorreram em Blumenau, Timbó e Indaial. Em um deles, a mulher chegou a ser hospitalizada e nos outros dois já havia histórico de agressão por parte do homem.

> Clique aqui e receba notícias de Blumenau por WhatsApp

Em Indaial, a polícia encontrou a vítima bastante amedrontada depois de ser ameaçada de morte pelo companheiro. O casal está junto há um ano e a mulher de 56 anos relatou ter sido agredida em outros momentos. Num dos episódios, chegou a ter costelas quebradas em virtude dos chutes desferidos pelo homem de 49 anos. O agressor estava na casa, no bairro Tapajós, quando a PM chegou e foi preso.

A mulher relatou que vai pedir uma medida protetiva para que ele não possa mais se aproximar dela.

Outro caso de violência doméstica, desta vez no bairro Badenfurt, em Blumenau, acabou no hospital. A mulher contou que o namorado estava consumindo bebidas alcoólicas quando ficou alterado e começou agredi-la. O Corpo de Bombeiros precisou ser acionado e levou a vítima de 38 anos para o Hospital Santa Isabel. O homem de 45 anos desferiu socos, chutes e deu tapas na companheira. 

Ele foi preso em flagrante.

Na cidade de Timbó, uma mulher de 42 anos chamou a polícia depois que o ex-marido invadiu a casa dela com uma espingarda de pressão. Ela conseguiu tirar a arma da mão do agressor e ele fugiu do local. A vítima contou que tem uma medida protetiva contra o homem, mas que durante a tarde ele desrespeitou a ordem judicial, foi até a casa dela no bairro Estados e provocou uma briga.

Um boletim de ocorrência foi registrado.

Onde denunciar casos de violência doméstica em Blumenau

Disque 100 e Disque 180: canais abertos pelo governo Federal para fazer denúncias de violência doméstica.

Polícia Militar: em caso de emergência, 190. 

Ministério Público Estadual: atende pessoas em situação de vulnerabilidade. Busque informações e endereços no site.

Colunistas