nsc
an

Cultura

Museu da Dança de Joinville: saiba qual é o novo ponto turístico da cidade

Projeto, discutido para a cidade desde 2014, agora foi viabilizado pela iniciativa privada

10/10/2020 - 06h00 - Atualizada em: 10/10/2020 - 09h28

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra a fachada do museu da dança de joinville
Museu da Dança de Joinville tem dez salas e interatividades além do acervo com peças de todo o Brasil
(Foto: )

O Museu da Dança de Joinville ficou pronto e está à espera da flexibilização das medidas de prevenção à pandemia do novo coronavírus para abrir as portas. Ele era uma promessa desde 2014: em setembro daquele ano uma portaria da Prefeitura de Joinville nomeou uma comissão para elaborar o projeto de criação e implantação do museu. 

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

Agora, foi viabilizado por meio de iniciativa privada. Ele possui dez salas voltadas a elementos ligados à dança, como figurinos clássicos, representações dos cenários da dança e as mudanças tecnológicas na área durante o século 20 e o início do século 21. Há também uma sala em homenagem ao Festival de Dança de Joinville, idealizador do projeto.

O acervo do Museu da Dança possui peças de diversas regiões do Brasil e do exterior, e contou com doações de artistas e instituições que enviaram figurinos, registros e outros elementos que compõem as exposições do local. O espaço também tem áreas interativas, espaço para um café e uma loja com produtos exclusivos.

O Museu está localizado na rua Vargeão, 79, no bairro América, ao lado do Centreventos Cau Hansen. Os ingressos custarão entre R$ 10 e R$ 30. Eles já estão disponíveis para compra em dois sites da cidade: Enjoy Ticket e Ticket Center.

Ele é a segunda unidade cultural dedicada à dança na cidade. Desde 2018, a antiga sede do Colégio Germano Timm foi restaurada para abrigar o Saltare Centro de Dança, onde ocorrem cursos de dança o ano inteiro e, em julho, as aulas do Festival de Dança de Joinville. Ele também tem um café, uma biblioteca dedicada à dança e um espaço expositivo. A Escola Bolshoi Brasil também é um ponto turístico da dança, já que oferece horários para visitação de sua estrutura de segunda a sexta-feira.

Nessa semana, o presidente do Instituto Festival de Dança de Joinville, Ely Diniz, visitou o museu acompanhado da suplente a senadora, Ivete Apple da Silveira, e do secretário municipal de Cultura e Turismo, Raulino Esbiteskoski. 

foto mostra pessoas na frente do museu da dança de joinville
Presidente do Instituto Festival de Dança de Joinville, Ely Diniz, visita o local com Ivete da Silveira e Raulino Esbiteskoski
(Foto: )
foto mostra pessoas fazendo foto no museu da dança
Espaço conta com acervo e salas temáticas
(Foto: )

Colunistas