nsc
    an

    Luto!

    "Não há nada que o substitua", diz irmã de adolescente morto a tiros em Joinville

    O menino foi atingido por quatro disparos na noite da ultima quarta-feira (1º)

    02/05/2019 - 17h27 - Atualizada em: 02/05/2019 - 17h45

    Compartilhe

    Patrícia
    Por Patrícia Della Justina
    (Foto: )

    - Ele vai ficar marcado, né? Eterno. Não há nada que substitua. A dor que a gente sente hoje, nada vai mudar. Não vão ser mais os mesmos dias – diz a irmã Kauane Cristine Santos de Oliveira antes de desabar em lágrimas durante o velório de Tailan Henrique Santos de Oliveira.

    O adolescente tinha 14 anos de muitos sonhos. Ele lutava Muay Thai há cerca de um ano em uma academia do bairro Jardim Paraíso, local onde fez diversas amizades.

    Tailan, que estava no 8º ano do Ensino Fundamental, participou de competições ao longo do período em que fez parte da academia. No entanto, o sonho em ser lutador foi interrompido na noite da última quarta-feira (2). Em maio, Tailan embarcaria à Argentina para disputar um cinturão na competição World Uiama & UMK Championship Open.

    Os proprietários da unidade publicaram uma mensagem nas redes sociais lamentando a morte do garoto, destacando que ele disputou alguns campeonatos e era detentor do cinturão do campeonato sul-brasileiro.

    Por amigos e familiares, ele será lembrado como alguém especial, puro e cheio de vontade de viver.

    - Não tem o que falar mal dele. Ele era um ótimo menino, só tenho boas lembranças. Eu o vi crescendo – conta a amiga da família, Venina Alves Silveira.

    - Ele foi um gigante – completa.

    Sobre o crime

    Tailan foi atingido por quatro disparos na cabeça e braços por volta das 20h30 da última quarta-feira (1º), em uma rua do bairro Jardim Paraíso. O cartucho da pistola calibre 40 foi encontrado no local. Ele deu entrada às 22 horas no Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, mas não resistiu aos ferimentos e morreu às 23h19.

    De acordo com o delegado Wanderson Alves, a polícia investiga, a partir do relato de testemunhas, possíveis ameaças sofridas pelo adolescente. Ainda de acordo com o delegado, Tailan estava sozinho na rua no momento do crime, mas não há mais detalhes. A polícia busca imagens de câmeras de segurança para entender o que ocorreu.

    Tailan está sendo velado na Igreja dos Imigrantes, no Jardim Paraíso, durante esta quinta-feira (2). O sepultamento será nesta sexta-feira (3), às 9h30, no Cemitério Rio Bonito.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas