nsc
    hora_de_sc

    Eliminação no Maracanã

    Nenê três, Figueirense zero: Fluminense avança na Copa do Brasil

    De falta, de fora da área e de pênalti: se fosse domingo, meia de 39 anos pediria música no Fantástico

    25/08/2020 - 22h28 - Atualizada em: 25/08/2020 - 23h02

    Compartilhe

    Por Márcio Serafini
    Nenê chuta de fora da área para marcar o segundo dele no jogo
    Nenê chuta de fora da área para marcar o segundo dele no jogo
    (Foto: )

    O talento e uma pitada de sorte de um craque de 39 anos selaram a sorte do Figueirense na Copa do Brasil. Com três gols do veterano Nenê, o Fluminense venceu por 3 a 0, na noite desta terça-feira (25), no Maracanã, e avançou à quarta fase da competição nacional.

    Eliminado do Catarinense e agora da Copa do Brasil, resta ao Figueira a Série B nesta temporada. Com a desclassificação, o clube deixou de embolsar R$ 2 milhões.

    A vantagem de 1 a 0 construída 167 dias antes no Orlando Scarpelli durou apenas 14 minutos no Maracanã. Não foi por falta de aviso. Falta nas imediações da grande área seria chance clara de gol para o Fluminense, que preservou o meia Nenê do jogo de sábado (22) pelo Brasileirão para tê-lo inteiro nessa decisão.

    Pois aos 14 minutos, a imprevidência cobrou seu preço. Geovane cometeu falta em Dodi na meia lua da grande área. Nenê cobrou com a maestria contumaz, e um leve desvio na cabeça de Marquinho levou a bola ainda mais no ângulo, sem qualquer chance para Sidão. Foi 13º gol do veterano meia de 39 anos na temporada, o quarto na Copa do Brasil. Estava empatado o duelo de 180 minutos.

    O Figueirense tinha dificuldades em sair jogando e não conseguia segurar a bola na frente. O Fluminense adiantou a marcação, ditou o ritmo do primeiro tempo, mas não soube transformar a posse de bola (66%) em chances de gol.

    Quem quase chegou lá, mais no esforço que na inspiração, foi o Figueira. Aos 40, Sanchez arriscou de fora da área e obrigou Muriel a espalmar para escanteio.

    O Flu só ameaçou de novo aos 44, quando Evanilson girou livre na grande área e chutou para grande defesa de Sidão. Fim do primeiro tempo, 1 a 0 que levaria a decisão para os pênaltis. Estava de bom tamanho pelo pouco que o Figueira apresentou.

    Logo aos 5 minutos da etapa final, o Figueirense teve a chance do empate. Marquinho tabelou com Keké e bateu cruzado, rasteiro. Muriel mandou para escanteio.

    Antes que o Figueira voltasse a ameaçar, Nenê apareceu mais uma vez. E o descuido alvinegro também. Aos 10 minutos, o quase quarentão camisa 77 recebeu na meia esquerda, inexplicavelmente sem marcação, e arriscou de fora da área. A bola desviou em Alemão, desta vez decisivamente, mudando totalmente a trajetória e enganando Sidão: 2 a 0.

    Diante da desclassificação iminente Márcio Coelho recorreu Pedro Lucas e Everton Galdino, nos lugares dos apagados Marquinho e Everton Santos.

    O estoque de erros, porém, não havia se esgotado. O Figueirense perdeu a bola no meio-campo e permitiu a Paulo Henrique Ganso começar a jogada, que passou por Michel Araújo e resultou num encontrão de Sanchez em Yago Felipe. Pênalti.

    Adivinhe quem cobrou? Lá foi ele, de canhota, sem chances para Sidão. Nenê 3, Figueirense 0. Acabou ali a Copa do Brasil para o alvinegro.

    Ficha técnica

    Fluminense (3)

    Muriel; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Yuri (Yago Felipe), Dodi e Nenê; Michel Araújo (Wellington Silva), Evanilson (Fred) e Marcos Paulo (Paulo Henrique Ganso). Técnico: Odair Hellmann

    Figueirense (0)

    Sidão; Lucas, Alemão, Pereira e Sanchez; Geovane (Lucas Henrique), Elyeser (Paulo Ricardo) e Marquinho (Everton Galdino); Keké (Gabriel Lima), Diego Gonçalves e Everton Santos (Pedro Lucas). Técnico: Márcio Coelho

    Gols: Nenê, aos 14min, no primeiro tempo; Nenê, aos 10min, e aos 35min, no segundo.

    Árbitro: Felipe Fernandes de Lima, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Felipe Alan Costa de Oliveira.

    Cartões amarelos: Michel Araújo (Flu); Marquinho (Fig)

    Local: Maracanã

    Só resta o Bruscão

    Agora, só resta um catarinense na Copa do Brasil. O Brusque recebe o Brasil-Pe nesta quinta-feira (27), às 19h, no Augusto Bauer, e joga pelo empate, pois venceu em Pelotas por 1 a 0.

    Outros jogos

    Ainda nesta terça-feira, a Ponte Preta se classificou ao vencer o Afogados, por 2 a 0, em Pernambuco. O América-MG, com um gol nos acréscimos, passou pela Ferroviária-SP, 1 a 0.

    Jogos desta quarta-feira (entre parêntesis, o resultado de ida): Cruzeiro x CRB (0x2), América-RN x Juventude (1x1), Paraná x Botafogo (0x1), Vitória x Ceará (0x1), Goiás x Vasco (1x0). Na quinta-feira: São José-RS x Atlético-GO (0x2).

    Próxima fase

    Os 10 classificados serão divididos em cinco chaves de dois, por sorteio. Após jogos em ida e volta, cinco times avançam para as oitavas de final, onde já estão 11 pré-classificados: Flamengo, Athlético, Santos, Palmeiras, Grêmio, Inter, Corinthians, São Paulo (brasileiros na Libertadores), Fortaleza (campeão do Nordeste 2019), Cuiabá (campeão da Copa Verde 2019) e Bragantino (campeão da Série B em 2019).

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas