nsc
an

Pandemia

Nova matriz em Joinville muda regras sanitárias da Covid para igrejas e eventos sociais

Cidade voltou para o nível gravíssimo na matriz de risco para a pandemia, segundo dados atualizados pelo governo estadual no último fim de semana

24/05/2021 - 19h02

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Igrejas e templos religiosos devem respeitar 30% da ocupação total
Igrejas e templos religiosos devem respeitar 30% da ocupação total
(Foto: )

No último fim de semana, Joinville retornou ao nível gravíssimo no enfrentamento à pandemia, segundo atualização da matriz de risco divulgada pelo governo estadual. Por esse motivo, o município precisou alterar novamente algumas regras sanitárias a fim de evitar a disseminação do vírus. 

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Além do transporte coletivo, que voltou a operar com 50% da capacidade total, incluindo passageiros sentados e em pé; as igrejas e outros eventos sociais também vão precisar passar por adaptações. 

Os templos religiosos devem respeitar 30% da ocupação total, enquanto os eventos sociais, que precisam ter no máximo 60 pessoas, devem considerar o cálculo para garantir que o ambiente comporte a capacidade determianda de público. 

O Decreto Municipal está alinhado às normas estaduais, portanto, conforme o município, as demais atividades também devem ficar atentas às portarias emitidas pelo Governo do Estado que regulamentam o funcionamento dos setores. 

As medidas sanitárias de utilização de máscara, distanciamento social e higienização correta das mãos com água e sabão ou álcool em gel permanecem em vigor. Além disso, continua valendo a restrição de circulação entre 0h e 5h, sendo liberado o deslocamento apenas para serviços essenciais ou atividades laborais.

Leia também:

> Joinville reabre postos de saúde fechados durante agravamento da pandemia

> "Morreu fazendo o que amava", diz irmão de joinvilense morto em salto de base jump no RJ

Colunistas