nsc
dc

Jornalismo 

NSC Total: recorde de audiência em abril e o dobro do concorrente local

Marcas tradicionais como AN, DC, Santa são líderes disparados em suas regiões

18/05/2020 - 06h00 - Atualizada em: 18/05/2020 - 06h12

Compartilhe

Por Fabrício Vitorino

O NSC Total atingiu novos recordes de audiência em abril e seguiu na liderança isolada em Santa Catarina. Foram 27,8 milhões de visualizações de páginas (pageviews), número 111% maior que o total do concorrente local, quarto colocado do ranking estadual. O total de pageviews, que indicam quanto foi consumido pelos visitantes, do NSC Total em abril foi ainda o recorde histórico – superando os 27,1 milhões registrados em março. Os números são aferidos pelo Instituto Verificador de Comunicação (IVC), mais importante e confiável do mercado brasileiro.

Além do número histórico de pageviews, o NSC Total - que engloba as marcas Diário Catarinense, A Notícia, Hora de Santa Catarina, Jornal de Santa Catarina, CBN Diário, Itapema FM – também registrou 9,3 milhões de usuários únicos em abril, o que também é um recorde: a maior marca da história do portal. Ainda segundo os números do IVC, o NSC Total ficou à frente dos principais veículos nacionais em Santa Catarina, como Folha de SP e O Globo. O concorrente local ocupa a 4ª posição.

No recorte por cidades, o NSC Total também lidera com folga, em comparação com o concorrente local. Em Florianópolis, está 60% à frente, em Blumenau,426%, em Joinville 118% à frente, em Criciúma, 322%, e em Lages, 293% à frente.

O crescimento na audiência é reflexo da transformação digital que vive o NSC Total e as marcas: em outubro, DC, AN, Santa e Hora passaram a ter uma edição impressa semanal e concentraram sua operação no digital. Como resultado, a redação passou a operar em total sinergia – os profissionais das quatro marcas mais tradicionais do jornalismo catarinense operam em sintonia com CBN Diário, Itapema FM, G1 SC e NSC TV. Assim, o jornalismo da NSC ganhou agilidade e novas ferramentas, que permitem que a notícia chegue até os catarinenses onde quer que eles estejam, a qualquer hora.

As coberturas da pandemia do novo coronavírus – e os desdobramentos em Blumenau, Joinville, Chapecó, Criciúma e Lages – e da crise política em Santa Catarina mostram que a empresa acertou ao apostar na sinergia e no digital. Já em março, o NSC Total tirou todo o conteúdo sobre coronavírus do paywall (ferramenta que restringe o acesso ao conteúdo a assinantes), lançou o primeiro mapa interativo para monitorar a disseminação da Covid-19 na região – antes mesmo do governo do Estado –, e investiu ainda mais no jornalismo.

Informação e solidariedade

Os repórteres e colunistas do site apuraram, entre inúmeros casos, as denúncias em relação ao hospital de campanha de Itajaí, que resultou no recuo de contrato, e a compra dos 200 respiradores por R$ 33 milhões, com pagamento adiantado e sem garantias, que culminaram com a saída dos secretários de Saúde, Helton Zeferino, e da Casa Civil, Douglas Borba, do governo.

> Em site especial, saiba tudo sobre o coronavírus

Durante a pandemia, o NSC Total também lançou o portal Juntos por SC, iniciativa pioneira no país para divulgar boas práticas de empresas e comércio da região; criou os Live Talks, onde os principais colunistas do portal debatem, com especialistas, temas importantes; e investiu na transmissão de eventos culturais.

– Os números da audiência de nosso NSC Total provam que, em momentos difíceis como esses que vivemos, as pessoas querem informações confiáveis, de qualidade. Elas buscam jornalismo sério, com informações essenciais que possam ajudá-las a combater a doença, a tomar decisões. O jornalismo profissional e independente – que fazemos e seguiremos fazendo – é fundamental para o fortalecimento da sociedade catarinense. E isso não tem preço – diz César Seabra, diretor de jornalismo da NSC.

Colunistas