nsc
    dc

    Internet

    O que fazer se sua conexão com a internet estiver lenta

    Alguns provedores de banda larga estão se sentindo desnorteados com o tráfego pesado

    02/06/2020 - 18h00

    Compartilhe

    Por The New York Times
    internet
    (Foto: )

    *Por Brian X. Chen

    Confinados em casa há meses, muitos de nós aturamos um aborrecimento persistente: a conexão de internet ruim.

    Quando estamos trabalhando, uma chamada de vídeo com colegas fica pixelada, com áudio atrasado. Quando estamos relaxando, filmes e videogames levam séculos para baixar. Nos piores casos, a conexão cai completamente.

    Como as pessoas se resguardaram para conter a propagação do coronavírus, as velocidades médias da internet em todo o mundo diminuíram. Alguns provedores de banda larga estão se sentindo desnorteados com o tráfego pesado. E equipamentos de internet velhos podem criar um gargalo na velocidade.

    Até os mais experientes em tecnologia são afetados. Keerti Melkote, fundador da Aruba Networks, uma divisão da Hewlett Packard Enterprise que oferece produtos Wi-Fi para empresas, disse que, nas últimas semanas, seu serviço de DSL da AT&T caía periodicamente. Ele esperou vários dias para que um técnico chegasse e agora está pensando em assinar uma segunda conexão com a Comcast. "Passei três ou quatro dias fazendo ligações, e precisei encontrar um lugar específico na minha casa onde houvesse uma cobertura melhor", contou Melkote.

    No início da pandemia, minha internet também ficou insuportavelmente lenta e sofreu várias paralisações. Por isso, pedi aos especialistas que explicassem o que está causando nossos problemas – e os diferentes remédios.

    Primeiro, diagnosticar o problema.

    O que está causando sua velocidade lenta – seu provedor de internet ou seu equipamento em casa? Aqui está um método para descobrir isso.

    – Baixe um aplicativo de teste de velocidade da internet em seu telefone, como o Speedtest, da Ookla (grátis para iPhones e celulares Android).

    – Fique perto do roteador e use o aplicativo para executar um teste de velocidade.

    – Vá para uma sala mais distante do roteador e execute o teste de velocidade novamente.

    – Compare os resultados.

    Menos de 15 megabits por segundo é bem lento. Velocidades de cerca de 25 megabits por segundo são suficientes para transmitir vídeos de alta definição; mais de 40 megabits por segundo é ideal para transmitir muitos vídeos e jogar videogames.

    Se os resultados dos testes de velocidade foram rápidos perto do seu roteador Wi-Fi, mas lentos de longe, o problema provavelmente é seu roteador, explicou Sanjay Noronha, responsável pelo roteador de internet Nest Wifi do Google. Se as velocidades foram lentas em ambos os locais de teste, o problema provavelmente é seu provedor de internet.

    Se for seu roteador, aqui está o que fazer.

    Se você já identificou que o problema é seu roteador, a má notícia é que você pode ter de comprar um novo equipamento. A boa notícia é que existem muitas abordagens para melhorar sua conexão Wi-Fi.

    Comece fazendo a si mesmo estas perguntas:

    – Qual a idade do meu roteador? Se tiver mais de cinco anos, você definitivamente deve substituí-lo. Em 2015, a Comissão Federal de Comunicações removeu restrições que limitavam a potência de transmissão sem fio dos roteadores Wi-Fi, permitindo que novos dispositivos fossem 20 vezes mais poderosos do que eram antes. Atualizar para um roteador mais novo provavelmente será uma de suas compras tecnológicas que mais mudarão sua vida.

    – Qual é a localização do meu roteador? Idealmente, seu roteador deve estar em um local central em sua casa para que o sinal cubra o maior número de quartos possível. Além disso, deve estar em um lugar aberto, como em cima de uma prateleira, não escondido dentro de armários ou sob uma mesa, para emitir um sinal claro. Você também deve evitar colocar o roteador perto de objetos e materiais que causam interferência, como um grande aquário e metais.

    – Qual é o tamanho da minha casa? Se você tem uma casa com vários andares e muitos quartos, e seu Wi-Fi é fraco em algumas áreas, a melhor solução é comprar o chamado sistema de rede em malha. É um sistema de vários pontos de acesso Wi-Fi, incluindo um roteador principal e hubs de satélite, que permite conectar vários pontos de acesso sem fio para distribuir uma boa conexão com a internet por toda a casa.

    Meus sistemas de malha favoritos são o Google Wifi e o Eero da Amazon, cujos preços começam em US$ 99 por um único roteador e podem vir com pontos de acesso adicionais. Em geral, recomendo sistemas em malha até mesmo para casas menores, pois são rápidos e muito fáceis de instalar.

    – Meus outros dispositivos estão prejudicando minha conexão? Aparelhos com tecnologia de internet mais lenta podem diminuir a velocidade de todos os outros dispositivos.

    Por exemplo, o iPhone 5 de 2012 usa um padrão Wi-Fi de geração antiga. Os iPhones mais recentes, de 2014 e posteriores, usam um padrão sem fio mais rápido.

    Digamos que você tem um novo iPhone e seu filho é dono de um iPhone 5. Se ele começar a baixar um vídeo no iPhone 5 e então você começar a baixar algo no seu iPhone, o telefone mais antigo levará mais tempo para terminar, atrasando o sinal free-up para que seu telefone baixe à velocidade máxima.

    Como solução, muitos roteadores Wi-Fi modernos oferecem configurações que podem dar prioridade a dispositivos específicos para velocidades mais rápidas. Consulte o manual de instruções do seu roteador para isso. Nesse exemplo hipotético, você gostaria de dar prioridade máxima ao seu novo iPhone e mover o iPhone antigo do seu filho para o fim da lista de espera.

    – Meus vizinhos estão afetando minha conexão? Em prédios lotados de aparelhos, os sinais dos dispositivos estão lutando por espaço nos mesmos canais de rádio. Você pode ver quais canais de rádio os dispositivos de seus vizinhos estão usando com aplicativos de digitalização como o WiFi Analyzer. Em seguida, consulte o manual de instruções do seu roteador para escolher um canal de rádio mais claro.

    Esse passo é tedioso, e muitos roteadores modernos escolhem automaticamente o canal de rádio mais claro para você. Em geral, substituir um roteador desatualizado é a solução mais prática.

    Se for seu provedor de serviços, não há muito que fazer.

    Se você determinou que o serviço do seu provedor de internet é a raiz do problema, sua única opção é ligar e pedir ajuda.

    Quando ligar, faça estas perguntas a um agente de suporte:

    – Por que minha velocidade está lenta? Ocasionalmente, o agente de suporte pode analisar seu desempenho na internet e fazer alterações para acelerar sua conexão. Isso raramente acontece, e é mais comum que um técnico precise fazer uma visita.

    – Meu modem precisa ser substituído? O modem, que é a caixa que conecta sua casa ao serviço do provedor de internet, também pode ficar desatualizado e, ocasionalmente, precisa ser substituído. Se o agente de suporte confirmar que o modem é antigo, você pode agendar uma consulta para a instalação de um novo.

    Ou você pode comprar seu próprio modem e chamar o provedor de internet para ativá-lo. A "Wirecutter", publicação irmã do "The New York Times" que testa produtos, recomenda modems da Motorola e da Netgear, que custam entre US$ 80 e US$ 90.

    – Posso comprar velocidades mais rápidas? Seu provedor pode oferecer pacotes com mais largura de banda destinada a streaming de vídeo de maior qualidade e downloads mais rápidos. Pergunte sobre as opções.

    Como último recurso, você pode recorrer a backups. Muitos telefones modernos vêm com um recurso de acesso pessoal, ou hot spot, que transforma a conexão celular do dispositivo em uma rede Wi-Fi em miniatura. (A Apple e a Google listam passos em seus sites sobre como fazer isso.)

    Independentemente do que fizer, seja paciente. Nestes tempos difíceis, tudo leva mais tempo.

    Quanto a mim, confirmei que minhas velocidades lentas estavam relacionadas ao meu provedor de internet, o Monkeybrains. Liguei para relatar o problema e, depois de mais de um mês, um técnico substituiu a antena do nosso telhado. Agora minhas velocidades são ainda mais rápidas do que antes da pandemia, de modo que valeu a pena esperar.

    The New York Times Licensing Group – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito do The New York Times.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas