publicidade

Cotidiano
Navegue por

Florianópolis

O que funcionou e o que precisa melhorar após primeiro dia útil do elevado do Rio Tavares

Trânsito entre o trevo do Campeche e o elevado fluiu, mas da intersecção da avenida Pequeno Príncipe em direção ao Sul da Ilha, travou

25/03/2019 - 14h50 - Atualizada em: 25/03/2019 - 16h50

Compartilhe

Por Leonardo Thomé
Por volta de 10h desta segunda-feira, o trânsito estava tranquilo na região do elevado do Rio Tavares
(Foto: )

A segunda-feira (25) marcou o primeiro dia útil de uso do elevado do Rio Tavares por milhares de motoristas que circulam diariamente pela região. Após a inauguração da estrutura no sábado (23), a semana começou com trânsito lento no entorno da construção, cuja confluência leva ao Centro, Lagoa da Conceição e Sul da Ilha e por onde passam cerca de 50 mil veículos por dia - uma das SCs mais movimentadas do Estado.

Muitos motoristas reclamaram das filas e congestionamentos no horário de pico da manhã, entre 7h e 8h30min. Apesar disso, a Prefeitura da Capital e a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) consideraram positivas ao tráfego as mudanças no trânsito entre a SC-405 e a rodovia Dr. Antônio Luiz Moura Gonzaga. Ambos destacaram que os próximos dias serão importantes para ajustar questões ainda pendentes e que prejudicam o trânsito na região.

Uma delas, de acordo com o secretário de Transportes e Mobilidade Urbana da Capital, Marcelo Roberto da Silva, é a população adaptar-se às mudanças, já que muitos ainda estão em processo de compreensão. O próprio transporte coletivo está sendo avaliado e deve haver alteração de alguns itinerários a partir de 1º de abril. Ao longo desta semana, o secretário Silva diz que as coisas já “vão melhorar”.

— Eu vi muita gente que ia da Lagoa para o Campeche entrar no posto de gasolina e fazer a volta ali, o que não é mais preciso. Ou seja, desinformação ainda. Mas isso gradativamente vai deixando de acontecer. É lógico, no entanto, que será necessária a entrega do novo acesso ao aeroporto para as melhorias ficarem mais claras para a população — avalia Silva.

Problema da fluidez está concentrado depois do trevo do Campeche

Prefeitura e PMRv acreditam que nos próximos dias melhorias do elevado estarão mais visíveis
Prefeitura e PMRv acreditam que nos próximos dias melhorias do elevado estarão mais visíveis
(Foto: )

Comandante da PMRv, o tenente coronel Evaldo Hoffmann Júnior, afirma que do trevo da avenida Pequeno Príncipe, no Campeche, até o elevado do Rio Tavares, o trânsito fluiu muito bem, com boa vazão principalmente em direção ao Centro. Mais ao Sul da Ilha, porém, o tráfego travou de forma intensa nas primeiras horas da manhã.

— A grande dificuldade que a gente está tendo é para quem vem do Sul da Ilha até esse entroncamento da avenida Pequeno Príncipe. Eu estava conversando com o secretário Marcelo (Roberto da Silva, da Prefeitura), e decidimos fazer uma proposição à presidência do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) para que quem sai da Pequeno Príncipe tenha acesso livre à direita (sentido elevado). Isso já vai dar uma boa amenizada naquele ponto que hoje é um gargalo — explica Hoffmann.

O comandante da PMRv, que cuida das rodovias estaduais, diz que a configuração do trânsito na região mudou com a inauguração do elevado. Um exemplo, aponta Hoffmann, é que nesta segunda-feira muitos motoristas que iam para a Lagoa da Conceição o fizeram por dentro do Campeche, pela rua Pau de Canela, rua Abel Capela e avenida Campeche, entre outras. Isso, pontua, “deu uma travadinha além do normal” no trânsito do Sul da Ilha.

— Ainda estamos em adaptação. No fim de semana, tivemos pequenos congestionamentos, mas nada tão excessivo como hoje, em especial até o trevo. Por se tratar também de uma novidade, muitas pessoas passam devagar em cima do elevado, mas isso não causou filas. Nosso problema é na Pequeno Príncipe com a SC-405 — conclui Hoffmann.

Deinfra ainda não foi consultado sobre mudança na Pequeno Príncipe

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Deinfra, para saber o que o órgão pensa da proposta da prefeitura e da PMRv em liberar o acesso para a SC-405 pelo lado direito da avenida Pequeno Príncipe. A assessoria disse que o departamento ainda não foi consultado e que verificaria uma posição do órgão. Até a publicação desta notícia, não obtivemos retorno da assessoria do Deinfra.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação