Recentemente, o mercado de carros elétricos tem ficado cada vez mais acessível. Tanto por custo, comodidade  ou até sustentabilidade, esses veículos estão ganhando espaço nas lojas e nas ruas. Neste contexto, o sucesso é tanto que algumas montadoras já estão se especializando apenas nesse nicho. Primeiramente, a Tesla, do bilionário americano Elon Musk, era líder isolada do setor.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Entretanto, uma rival chinesa já está no retrovisor pronta para ultrapassar. Saiba tudo sobre a Build Your Dreams (BYD), sua origem e qual caminho ela está trilhando para dominar o mercado de carros elétricos.

O início do sonho da BYD

Primeiramente, cabe esclarecer que o nome Build Your Dreams, traduzido livremente do inglês, significa “Construa seus sonhos”. Logo de início a BYD começou sua construção com uma vantagem, a empresa era uma fabricante de baterias elétricas que só depois migrou para o ramo automobilístico. Mas antes de conhecermos melhor a empresa em si, é preciso contar a história de seu fundador.

O empresário chinês Wang Chuanfu nasceu no ano de 1966 no condado de Wuwei, uma das províncias mais pobres do país asiático. Filho de agricultores, Wang se tornou órfão ainda criança e foi criado pelos irmãos. O empresário se formou em engenharia e em físico-química metalúrgica. Posteriormente, em 1995, fundou a BYD juntamente com um primo na cidade de Shenzhen.

Continua depois da publicidade

De início, a fábrica se consolidou como fabricante de baterias para laptops e celulares. Ganhando espaço pois seus produtos eram mais baratos que os concorrentes japoneses. 

Ao longo dos anos, Wang Chuanfu foi diversificando o escopo de seu negócio. Comprou uma fábrica estatal de automóveis no ano de 2002 e utilizou dos programas do governo chinês que incentivaram a produção sustentável de energias. Assim, a BYD estava no local e no momento exato, suas baterias passaram a impulsionar os carros elétricos produzidos em solo chinês. 

Como a BYD ultrapassou a Tesla? 

Todo o passado da “Build Your Dreams” foi fundamental para a consolidação da empresa no mercado mundial de carros elétricos. De acordo com especialistas consultados pelo G1, o fato da BYD já ter experiência prévia com baterias recarregáveis barateia muito a produção. Isto pois esse é o item mais caro de um automóvel.

Para se ter uma ideia, a Tesla terceiriza a fabricação das baterias recarregáveis de seus carros, enquanto a BYD produz dentro de suas próprias indústrias. Assim, o valor final do carro chinês fica menor. 

Continua depois da publicidade

De acordo com o G1, o modelo Seagull, que é o elétrico mais básico da BYD, custa US$ 11 mil na China. Ao mesmo tempo que o Model 3, sedan da Tesla produzido no país, está por cerca de US$35 mil.

Toda essa diferença impacta nas vendas finais em solo chinês, que é o maior mercado consumidor do planeta. Segundo dados da Associação Chinesa de Turismo, a Tesla vendeu 74.073 veículos elétricos em setembro de 2023, 11% a menos que no mesmo período de 2022. Enquanto isso, no mesmo período de tempo, a BYD vendeu 286.903 unidades,  quase quatro vezes mais que o concorrente.

Leia também

Por que ficar muito tempo na privada pode ser um perigo?

De cidades subterrâneas a robôs de companhia: como será o mundo em 2100, segundo startups

Destaques do NSC Total