nsc
    hora_de_sc

    Chuva em SC

    Oito quitinetes são interditadas após desabamento de muro sobre casa no bairro Saco Grande

    Deslizamento aconteceu na tarde de domingo (17) depois de fortes chuvas atingirem Florianópolis

    18/02/2019 - 10h51 - Atualizada em: 18/02/2019 - 14h48

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação Hora
    Quitinete é interditada após desabamento de muro sobre casa no bairro Saco Grande
    Moradores da casa e das quitinetes tiveram de se abrigar na casa de amigos e familiares
    (Foto: )

    Oito quitinetes foram interditadas pela Defesa Civil após um muro desabar sobre uma casa na rua Servidão Casemiro Manoel Elesbão, no bairro Saco Grande, em Florianópolis, após as fortes chuvas que atingiram a cidade neste domingo (17). A chuva também causou transtornos em vários municípios catarinenses, deixando mais de 150 pessoas desalojadas.

    Na Capital, não havia ninguém na residência no momento do deslizamento. Já na casa dos fundos, no mesmo terreno, havia um homem, uma mulher e uma criança, que foram retirados pelos vizinhos. Apesar dos danos materiais, ninguém ficou ferido.

    O desmoronamento foi acontecendo aos poucos, conforme relato do proprietário das quitinetes, Luiz Antonio dos Passos, 42 anos, localizadas ao lado da casa atingida pelo muro.

    — Ontem (domingo), por volta das 15h30min, eu vim na frente do terreno e me deparei com uma fissura. Cedeu a terra e deu uma rachadura. Eu voltei para chamar o pedreiro, que estava comigo em casa trabalhando em uma obra, mas só deu tempo de correr. Foi coisa de segundos, não teve o que fazer — contou.

    Além de Passos, outras 13 pessoas residem nas quitinetes. Após a interdição, todas elas também precisaram ser retiradas do imóvel, assim como os moradores da casa atingida pelo deslizamento.

    — Uns foram para casa do patrão, outros foram para a empresa, outros para casa de amigos. Eu estou na casa da minha sogra — disse Passos.

    As quitinetes foram construídas há cerca de 10 anos. Já o muro tinha em torno de seis. Conforme Passos, o imóvel passava por obras pontuais.

    — A gente estava batalhando para fazer contrapiso, ajeitando, até mesmo para se precaver do pior. Ultimamente, eu tinha feito uma tubulação com canos e caixinhas para a drenagem da água sair e escoar do terreno.

    Ainda não há previsão de quando os moradores poderão voltar para o imóvel. De acordo com o proprietário das quitinetes, a Defesa Civil esteve no local e informou que é preciso esperar o término do período de chuvas para evitar colocar em risco as pessoas que forem trabalhar no local. Somente após a melhora do tempo será possível analisar o que pode ser feito no imóvel.

    O proprietário da casa atingida estava muito abalado e não quis comentar o acidente.

    Único caso de deslizamento na Capital

    Esse foi o único registro de deslizamento em Florianópolis, de acordo com o agente da Defesa Civil, Marcos Roberto Leal. Entretanto, a chuva resultou em queda de barreira em dois trechos da SC-401 e em diversos pontos de alagamentos pela Ilha na noite de domingo.

    Choveu cerca de 184 milímetros entre as 20h de sábado e as 20h, segundo a Defesa Civil do Estado.

    No bairro Córrego Grande, a Escola Básica Municipal João Alfredo Rohr ficou inundada e teve as aulas suspensas nesta segunda-feira.

    Conforme a Defesa Civil, a distribuição da chuva contribuiu para que os danos não fossem maior.

    — Ela não foi intensa de maneira permanente. Ela vinha e recuava, isso permitiu que a drenagem do município respondesse bem a isso. A partir da hora que a chuva recuava, nós conseguimos identificar o recuo também dos alagamentos, de maneira muito rápida — afirmou Leal.

    * Com informações de Matheus Boaventura, do CBN Diário.

    Leia mais notícias da Ilha e da Grande Florianópolis

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas