nsc
    santa

    Transporte

    Ônibus do transporte coletivo voltam a circular em Itajaí

    Transpiedade será a responsável pelo serviço na cidade por um período de 60 dias; veja os horários e linhas

    26/10/2020 - 07h07 - Atualizada em: 26/10/2020 - 07h09

    Compartilhe

    Augusto
    Por Augusto Ittner
    São 28 linhas à disposição dos passageiros.
    São 28 linhas à disposição dos passageiros.
    (Foto: )

    O transporte coletivo voltou a rodar em Itajaí nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (26), depois de sete meses de paralisação. A prefeitura confirmou no fim da última semana que concluiu a chamada pública para a contratação emergencial do serviço, que foi vencida pela Transpiedade — a mesma que já operava no município até agosto deste ano. Com isso, os ônibus voltaram a circular com passageiros.

    O valor da tarifa segue mantido em R$ 4 para pagamento em dinheiro, e R$ 3,63 para aquele que comprarem de forma antecipada. Estudantes desembolsam R$ 2 por passagem. De acordo com comunicado feito pela prefeitura, todas as pessoas que têm créditos antigos, poderão utilizá-los normalmente agora na retomada do transporte coletivo na cidade.

    A Transpiedade, vencedora dessa chamada, ofereceu um valor bem abaixo da Praiana, outra concorrente no processo: R$ 4,74, contra R$ 7,37 por quilômetro rodado. Com isso, a empresa vai operar pelo menos até o fim do ano, com condição de prorrogação do contrato caso haja necessidade. São 28 linhas que voltaram a circular, e todos os horários podem ser acessados clicando aqui.

    À espera da licitação

    A empresa paranaense Transpiedade já era responsável pelos ônibus em Itajaí desde 2017, quando foi decretada situação de emergência e a Coletivo Itajaí deixou de prestar o serviço.

    Em agosto deste ano, porém, a prefeitura optou por não renovar o contrato emergencial e fez uma nova chamada pública que foi vencida novamente pela Transpiedade.

    Itajaí espera pela publicação do edital de licitação do transporte coletivo na cidade, cujo prazo inicial era outubro deste ano. A concessão deve ser por um período de 20 anos, porém os detalhes ainda devem ser confirmados pelo município.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas