Seguindo o maior livro da Bíblia, os Salmos do Livro II seguem com a proposta não só de relatar um pouco do contexto histórico no qual foram escritos por meio de suas palavras, mas também procuram dar lições de sabedoria aos Cristãos. Por isso, nesses 30 cânticos, há várias mensagens que podem ser compartilhadas como uma forma de positividade para o cotidiano.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Clique e participe do canal do Hora no WhatsApp

Nesse sentido, trouxemos aqui uma explicação sobre o que se trata o Livro II dos Salmos e também as principais mensagens que ele traz. Deixaremos aqui ainda todos os salmos para você compartilhar. 

Continua depois da publicidade

Do que se trata o Livro II dos Salmos?

Ao contrário do Livro I, no qual as frases vêm mais das visões do Rei Davi sobre a fé cristã, o II aborda um momento específico do povo de Israel. De acordo com o site Chabad.Org, esse livro contém casos e reflexões ocorridas em um momento que o povo judaico encarava guerras e confrontos. Até por isso, ele fala em desafios, provações e como Deus pode ser refúgio e fortaleza para quem crê.

Principais Salmos do Livro II

De início, o Salmo que resume esse livro é o de número 46 que diz que “Deus é o nosso refúgio e fortaleza”, já que essa era uma mensagem importante naquela época pelo contexto das guerras – mas que também nos dá uma luz no período atual.  Outro Salmo, mais precisamente o 57, deixa claro que não deve-se temer e colocar nas mãos de Deus todas as provações que o Cristão tem e ele cuidará disso.

Já o Salmo 71, um dos últimos de toda a coletânea, ressalta que quem crê deve confiar em Deus.

30 mensagens do Livro II de Salmos para compartilhar

Confira todos os Salmos do Livro II abaixo:

  • Salmo 42: “Como o cervo anseia pelas correntes das águas, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus.”
  • Salmo 43: “Faze-me justiça, ó Deus, e pleiteie a minha causa contra uma nação ímpia; livra-me do homem fraudulento e injusto.”
  • Salmo 44: “Ó Deus, ouvimos com os nossos ouvidos, e os nossos pais nos têm contado a obra que fizeste em seus dias, nos tempos da antiguidade.”
  • Salmo 45: “O meu coração está inditável verso de um bom tema; falo das minhas obras ao Rei; a minha língua é a pena de um destro escritor.”
  • Salmo 46: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.”
  • Salmo 47: “Batei palmas, todos os povos; aclamai a Deus com voz de triunfo.”
  • Salmo 48: “Grande é o Senhor e muito digno de ser louvado na cidade do nosso Deus, no seu monte santo.”
  • Salmo 49: “Ouve isto, vós todos os povos; inclinai os ouvidos, todos os moradores do mundo.”
  • Salmo 50: “Ó Deus, o Deus, o Senhor, falou, e chamou a terra desde o nascimento do sol até ao seu ocaso.”
  • Salmo 51: “Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.”
  • Salmo 52: “Por que te glorias na malícia, ó homem poderoso? Pois a bondade de Deus permanece continuamente.”
  • Salmo 53: “Disse o néscio no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido, e cometido abominável iniqüidade; não há ninguém que faça o bem.”
  • Salmo 54: “Salva-me, ó Deus, pelo teu nome, e julga-me pelo teu poder.”
  • Salmo 55: “Dá ouvidos, ó Deus, à minha oração, e não te escondas da minha súplica.”
  • Salmo 56: “Tem misericórdia de mim, ó Deus, porque o homem quer devorar-me; pelejando todo dia, me oprime.”
  • Salmo 57: “Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia de mim, porque a minha alma confia em ti; e à sombra das tuas asas me abrigo, até que passem as calamidades.”
  • Salmo 58: “Falais verdadeiramente justiça, ó congregação? Julgais retamente, ó filhos dos homens?”
  • Salmo 59: “Livrai-me dos meus inimigos, ó Deus meu; defende-me daqueles que se levantam contra mim.”
  • Salmo 60: “Ó Deus, tu nos rejeitaste, tu nos espalhaste, tu te indignaste; oh, volta-te para nós.”
  • Salmo 61: “Ouve, ó Deus, o meu clamor; atende à minha oração.”
  • Salmo 62: “Somente em Deus espera silenciosa a minha alma; dele vem a minha salvação.”
  • Salmo 63: “Ó Deus, tu és o meu Deus, de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água.”
  • Salmo 64: “Ouve, ó Deus, a minha voz na minha oração; guarda a minha vida do temor do inimigo.”
  • Salmo 65: “A ti, ó Deus, se louva em Sião, e a ti se pagará o voto.”
  • Salmo 66: “Batei palmas, todos os povos; aclamai a Deus com voz de triunfo.”
  • Salmo 67: “Deus tenha misericórdia de nós, e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós.”
  • Salmo 68: “Suba Deus com júbilo, e o Senhor com som de trombeta.”
  • Salmo 69: “Salva-me, ó Deus, pois as águas entraram até à minha alma.”
  • Salmo 70: “Apressa-te, ó Deus, em me livrar; Senhor, apressa-te em me ajudar.”
  • Salmo 71: “Em ti, ó Senhor, confio; nunca seja eu confundido.”
  • Salmo 72: “Ó Deus, dá ao rei os teus juízos, e a tua justiça ao filho do rei.”

Continua depois da publicidade

Leia mais

O que é o DPVAT e porque ele voltou a ser obrigatório

Destaques do NSC Total