nsc
santa

Aquela gelada

Paciente que tomou cerveja em UTI de Blumenau brinca: "gosto de tomar um dia sim e no outro também"

Eduardo Benke, 61 anos, ficou internado por 27 dias por causa do coronavírus

01/04/2021 - 17h32

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
Eduardo Benke tomou cerveja após ganhar alta de UTI-Covid em hospital de Blumenau
Eduardo Benke tomou cerveja após ganhar alta de UTI-Covid em hospital de Blumenau
(Foto: )

O paciente que tomou cerveja na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Blumenau revelou a própria história como apreciador da bebida e disse que chegou a oferecer R$ 680 para conseguir realizar o desejo antes de morrer. Eduardo Benke, 61 anos, ficou internado na UTI-Covid por 15 dias, devido às complicações do coronavírus. O momento tão esperado por Eduardo viralizou nas redes sociais e muitas pessoas comemoram a vitória junto com ele.

— Eu achei que ia morrer, por isso queria tomar uma cerveja boa e gelada, até ofereci uma boa quantia em dinheiro para isso — revela Benke.

> Receba todas as notícias de Blumenau e região no seu WhatsApp. Clique aqui.

A relação do paciente com a bebida é de longa data. Ele contou que quando começou a trabalhar e ganhar o próprio dinheiro começou a comprar cervejas melhores para beber. Segundo ele, uma cerveja pura é mais saborosa.

Quando questionado sobre consumir o líquido todos os dias, o comerciante lembrou que estamos na Capital Brasileira da Cerveja e contou que na verdade, e houve um equívoco na divulgação da informação.

— Isso é mentira, na verdade eu gosto de tomar cerveja um dia sim e no outro também – brincou

Bem humorado e feliz por ter conseguido vencer o coronavírus, o blumenauense conta que não via a hora de poder tomar uma cerveja, mas precisava ser bem gelada. A frase dita em alemão após finalmente ingerir o líquido “Es ist sehr lecker”, que traduzindo para o português é “essa é muito gostosa”, foi uma forma de mostrar o quanto ele estava feliz.

— Eu falei em alemão porque meus pais são descendentes de alemães e queria de alguma forma demonstrar a grande felicidade que eu estava sentindo, só português não seria suficiente.

Sobre os dias que ficou intubado, ele contou que era a morte, a pior coisa que alguém poderia passar e que não deseja isto nem para o pior inimigo. Entre a vida e a morte, ele contou que conseguia apenas pensar na esposa e no desejo de tomar a melhor cerveja. Quando acordou, vê-la foi uma das maiores realizações, como num conto de fadas.

— Foi um momento mágico — disse emocionado.

Eduardo Benke brinda a vida e se recuperada doença.
Eduardo Benke brinda a vida e se recuperada doença.
(Foto: )

O senhor teve duas paradas cardíacas e duas paradas respiratórias. Ficou internado no Hospital Santo Antônio por 27 dias, sendo 15 deles, intubado na UTI-Covid. Já em casa, nesta quinta-feira (1), quando conversou com a reportagem, ele quis deixar um recado para todos.

— Não queiram pegar esse vírus. Quem tiver a oportunidade e estiver na hora de tomar a vacina, tome!

Depois de ver a morte de perto, o ex-paciente tem planos para o futuro. Quer conhecer a Holanda e a Alemanha assim que possível e visitar a fábrica e a cervejaria da marca preferida. Ele tem duas filhas, uma neta e é casado há 22 anos e espera que a vida continue sendo de muito amor, saúde e carinho.

— Precisamos valorizar os pequenos gestos de amor — finalizou

Relembre a história

Um paciente tomou cerveja após ganhar alta da UTI-Covid em um hospital de Blumenau. O momento especial ocorreu nesta terça-feira (30). Eduardo Benke, de 61 anos, ficou internado por 27 dias por causa da doença.

A nutricionista contou para a equipe do Hospital Santo Antônio sobre o desejo do paciente, que tinha como costume tomar uma cervejinha gelada no fim de todos os dias. Ele teve o desejo atendido e vibrou com o momento, mesmo a cerveja sendo sem álcool.

Veja o vídeo

Colunistas