nsc
santa

Emocionante

Pai vê filha de dois meses pela 1ª vez após internação em UTI no Alto Vale

Ainda não há previsão para que Valdeci ganhe alta do hospital e possa ir para a casa

15/03/2021 - 10h32 - Atualizada em: 15/03/2021 - 14h58

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
Encontro de pai e filha durou cerca de 20 minutos.
Encontro de pai e filha durou cerca de 20 minutos.
(Foto: )

Valdeci de Moraes, 52 anos, pôde ver a filha Aila Luna da Silva pela primeira vez desde o nascimento da pequena, no dia 27 de dezembro de 2020. Ele foi internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia em que a esposa, Ana Patrícia da Silva, ganhou alta após o parto. O encontro emocionante ocorreu no Hospital Regional de Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, na semana passada.

> Receba todas as notícias do Santa no seu WhatsApp. Clique aqui.

De acordo com Ana, ele queria muito saber como eram os olhos da filha, se eram parecidos com os dele.

— Ele chorou muito por poder conhecê-la. Todos nós choramos, estávamos com saudade — lembrou.

Valdeci foi diagnosticado com câncer de pulmão em novembro de 2020 e a situação começou a piorar com rapidez. Ana lembra que o marido perdeu todos os movimentos de braços e pernas. Era ela quem cuidava dele enquanto estava grávida.

O marido foi internado no dia em que ela e a menina receberam alta do hospital e puderam ir para a casa. Os dois têm oito filhos, contando com Aila – nome escolhido em conjunto pelo casal.

A esposa conta que pensou que não poderia mais ver o marido e que ele não conheceria a filha. O encontro no lado externo do hospital durou cerca de 20 minutos.

— Foi muito emocionante, pensei que ele não voltaria para a casa vivo e que nós não conseguiríamos ver ele novamente — disse.

Ana contou que ainda não há previsão de alta para o marido, no entanto ele está se recuperando aos poucos do câncer. Segundo ela, Valdeci está conseguindo sair do auxílio dos aparelhos respiratórios gradativamente. A família é de Laurentino, também no Alto Vale.

Colunistas