A prefeitura de Montreal, no Canadá, decidiu que irá expulsar pessoas que estiverem “fedidas” e “fedorentas” das 45 bibliotecas públicas da cidade. Os indivíduos que forem flagrados em situação de mau cheiro poderão ser multados. A medida valerá a partir de 1° de janeiro de 2024.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

A decisão integra um novo projeto de regulamento do uso das bibliotecas que Montreal está adotando. A partir do ano que vem, será proibido que a falta de higiene incomode ou atrapalhe os frequentadores ou funcionários locais, segundo informações do jornal La Presse.

“É ultrajante!”, afirmou, ao periódico, Annie Savage, diretora de uma instituição que apoia moradores em situação de rua. “É uma tendência, em muitos locais públicos, portanto pagos com os nossos fundos, dizer que não é seu papel acolher pessoas sem abrigo. Isto é extremamente chocante e alarmante”, acrescentou.

Continua depois da publicidade

A cidade de Montreal, no Canadá, quer multar e expulsar pessoas “fedidas” das bibliotecas.
A cidade de Montreal, no Canadá, quer multar e expulsar pessoas “fedidas” das bibliotecas.

Oito conselhos distritais concordaram com a medida, enquanto nove devem julgá-la até meados de dezembro. Os dois últimos distritos apresentarão uma moção em breve. Questionada pelo jornal La Presse, a prefeita Valérie Plante — que concordou com a decisão — disse que aceitaria discutir a medida, mas não indicou qualquer recuo.

Ainda de acordo com o jornal canadense, a prefeitura de Montreal quer fornecer “um guia de apoio aos gestores, permitindo-lhes aplicar a regulamentação de forma humana, sensível e respeitosa em todos os momentos”.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

Afinal, o que Baba Vanga previu sobre 2024?

Composto raro encontrado na Mona Lisa revela novos segredos sobre a história da arte

Destaques do NSC Total