nsc

publicidade

Combate ao fogo

Palhoça: situação de incêndio na Serra do Tabuleiro é crítica, diz Polícia Ambiental

Vento intenso, além do tipo de terreno e vegetação rasteira, dificulta ação dos bombeiros

11/09/2019 - 16h28 - Atualizada em: 12/09/2019 - 09h02

Compartilhe

Por Redação CBN Diário
Imagem área da área atingida pelo incêndio no Parque da Serra do Tabuleiro, em Palhoça
Imagem área da área atingida pelo incêndio no Parque da Serra do Tabuleiro, em Palhoça
(Foto: )

A situação do incêndio no Parque da Serra do Tabuleiro, em Palhoça, na Grande Florianópolis, é crítica. A informação foi confirmada pelo coronel Marcelo Pontes, comandante da Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina, em entrevista a Renato Igor no Estúdio CBN Diário.

O coronel estava em um evento relacionado à segurança pública, em um hotel na capital catarinense, quando teve que sair para se deslocar rapidamente até a região, onde o fogo voltou com força nesta quarta-feira (11). Um dos focos fica na área próxima à chamada "Estrada do Espanhol".

— Com certeza, a origem foi decorrente do fator humano. A razão disso, a gente ainda não pode apontar com certeza. Estamos agora no enfrentamento ao incêndio, mas certamente atentos para depois penalizar e responsabilizar por este ato inconsequente que está gerando prejuízos para o meio ambiente e ameaçando propriedades privadas na região — declarou Pontes.

Ouça a entrevista do coronel Marcelo Pontes à CBN Diário:

Segundo o coronel César Assumpção Nunes, comandante do Corpo de Bombeiros da 1ª região, a situação é diferente daquela encontrada na terça-feira (10), já que o vento nordeste está bastante intenso e alastrando ainda mais o fogo. O terreno é acidentado com vegetação rasteira e cheio de lodo, o que dificulta a ação das equipes no local.

— Na parte da manhã, tivemos a re-ignição de alguns pontos, e começamos o combate. Leva a evidência de que alguém tenha feito essa re-ignição, que parece uma prática muito comum observando a quantidade de lixo depositado às margens deste aceiro — explicou o comandante César, em entrevista à repórter Mayara Vieira, da NSC, durante o Direto da Redação.

Segundo a corporação, 30 bombeiros trabalham em várias frentes, porém há a expectativa de que mais socorristas cheguem à região para o combate ao fogo. Dois helicópteros estão sendo usados na ação, além de caminhões que saíram de Itajaí, Brusque e Tubarão. Uma força-tarefa de Criciúma também dá apoio no local.

Ainda de acordo com o comandante César, uma família precisou ser removida de casa, pois ela estava na linha do fogo. Outras pessoas podem ser retiradas, a depender da análise feita no local.

Segundo o levantamento inicial feito pelos Bombeiros, o incêndio no Parque da Serra do Tabuleiro atingiu, pelo menos, 558 hectares — número que irá aumentar devido as ocorrências desta quarta. A prefeitura de Palhoça decretou situação de emergência no município.

Leia também: Fumaça das queimadas da Amazônia chega ao Oeste de Santa Catarina

Deixe seu comentário:

publicidade