nsc

Trânsito

Pandemia reduziu circulação em rodovias mas aumentou acidentes graves em SC, diz comandante da PM

Corporação intensifica fiscalização com bafômetros passivos e com uso de drones

21/09/2020 - 10h45 - Atualizada em: 21/09/2020 - 10h48

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
PMRv intensifica fiscalização em rodovias de SC
PMRv intensifica fiscalização em rodovias de SC
(Foto: )

Com as restrições da pandemia, foi reduzida a circulação de veículos nas rodovias estaduais de Santa Catarina, mas os acidentes graves aumentaram, de acordo com o comandante-geral da Polícia Militar Dionei Tonet. Em entrevista ao Notícia na Manhã desta segunda-feira (21), Tonet afirmou que para evitar essas ocorrências, a corporação aposta na fiscalização, sobretudo de ultrapassagens proibidas.

- Quando começamos as restrições do coronavírus, houve um esvaziamento das rodovias. Tínhamos a percepção de que teríamos a redução das mortes em rodovia, fomos enganados. O aumento da velocidade aumentou a gravidade dos acidentes e tivemos um índice de alta nas mortes em rodovias - explicou. 

- Reduzimos o número de acidentes, mas ampliamos a gravidade deles e é justamente porque as pessoas passaram a ver as vias livres e imaginavam que poderiam andar em maior velocidade – declarou. 

Ouça entrevista:

Até sexta-feira (25), ocorre a Semana Nacional do Trânsito, com o tema Perceba o Risco, Proteja a vida. A iniciativa busca sensibilizar a população para dirigir com cuidados e prevenir acidentes.

> Santa Catarina terá 161 novos radares fixos nas rodovias federais

Para frear o número de acidentes a Polícia Militar distribuiu bafômetros passivos às unidades da PMRv de todas as cidades de Santa Catarina. Além disso, passou a usar drones para fiscalizar ultrapassagens em locais proibidos.

- Pedimos a utilização mais ostensiva dos controladores de velocidade para reduzir os acidentes graves. Estamos fiscalizando fortemente a velocidade nas rodovias estaduais e com recebimento em doação da Receita Federal desses novos drones passamos a utilizar principalmente para fiscalizar ultrapassagens em locais proibidos - alertou. 

- Mesmo que a rodovia não esteja 100% sinalizada, em faixa dupla continua sendo proibido (ultrapassar) por questão de segurança – destacou.

Colunistas