nsc

publicidade

Religião

Papa reconhece milagre e padre brasileiro Donizetti vira beato

Donizetti Tavares de Lima é o 53º beato reconhecido pelo Vaticano no Brasil

09/04/2019 - 09h50 - Atualizada em: 09/04/2019 - 10h39

Compartilhe

Por Folhapress
(Foto: )

O padre Donizetti Tavares de Lima (1882-1961) foi beatificado segunda-feira (08), após publicação de um decreto do papa Francisco reconhecendo um milagre atribuído ao religioso. O anúncio foi feito durante missa, celebrada no Santuário Nossa Senhora Aparecida, em Tambaú (255 km de SP), onde o agora beato viveu por 35 anos.

Leonardo Spiga Real, membro da comissão de beatificação da Diocese de São João da Boa Vista, explicou sobre o milagre reconhecido pela Santa Sé. Ele falou que Bruno Henrique Arruda de Oliveira, atualmente com 12 anos, nasceu com uma doença conhecida como "pé torto congênito bilateral".

— Ele passou por um pediatra, que por sua vez pediu para o menino ser encaminhado a um ortopedista, para fazer uma cirurgia. Por causa do problema, o menino nunca iria andar direito e teria muitas dores — afirmou Real.

Na noite que precedia a intervenção cirúrgica, a mãe de Bruno rezou ao padre Donizetti, pendido a cura do garoto.

— E o menino acordou, no dia seguinte, com os pés normais. Por conta disso, o caso foi encaminhado para o crivo de Roma, em 2016 — acrescentou Real, que também é mestrando em direito canônico.

Após ganhar ciência do milagre, o Vaticano encaminhou uma comissão com sete médicos, que deram parecer favorável ao caso.

— Depois cardeais e teólogos da Comissão das Causas dos Santos concordaram com o parecer e o processo continuou — acrescentou Real.

Segundo o documento assinado pelo bispo dom Antônio Emídio Vilar, o Vaticano anunciou em outubro de 2017 o título de "venerável" ao sacerdote. O documento reconheceu que padre Donizetti, em vida, exerceu "as virtudes teologais da fé", como esperança e caridade.

Com a atribuição do título de beato, o religioso agora pode ser "venerado em público", mas em "locais específicos", segundo o bispo. Isso, ainda de acordo com dom Vilar, é "um passo importante em vista de sua canonização, quando sua veneração será universal, isto é, para toda a igreja".

Beato Donizetti é o 53º reconhecido pelo Vaticano no Brasil, onde também há, segundo a Diocese de São Paulo, 36 santos.

Deixe seu comentário:

publicidade