nsc
santa

Confiança

Pedagoga de SC deixa pães e cucas à venda na rua enquanto vai trabalhar: "Mesa da honestidade"

Ela mesma prepara os produtos e deixa uma caixinha para os clientes pagarem o que levarem

07/07/2021 - 13h59

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Produtos são colocados em pontos com bastante movimentação
Produtos são colocados em pontos com bastante movimentação
(Foto: )

Uma pedagoga de Bombinhas, no Litoral Norte de SC, resolveu confiar na honestidade das pessoas para conseguir aumentar a renda e trazer a filha para morar perto dela. Todas as terças-feiras, antes de sair para o trabalho na fundação cultural da cidade, ela monta uma mesa com pães e cucas que faz durante a noite e deixa expostos em alguma rua movimentada para quem quiser comprá-los. Não tem ninguém cuidando. Os clientes pegam o produto e deixam o dinheiro na caixinha ou fazem um Pix.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Antes de decidir montar a mesa, Márcia Sena vendia os itens de porta em porta ou pela internet. Mas resolveu apostar em um novo formato para conseguir uma renda extra sem comprometer o horário de trabalho no serviço público. Ela prepara tudo durante a madrugada e, quando o dia amanhece, coloca comida fresquinha na Mesa da Honestidade, como foi "batizada" a iniciativa, e vai para o emprego fixo. À tarde, quando expediente termina, volta para pegar o dinheiro e o que eventualmente sobra.

— A minha colega disse parar eu trazer para vender. Mas aqui eu não posso, é o meu recinto de trabalho. Só que quando eu voltei para a minha sala, tive a ideia de colocar a mesa da honestidade — conta a pedagoga.

Segundo Márcia, já houve momentos em que percebeu dinheiro faltando na caixa. Pouca, coisa entre R$ 2 e R$ 4, que ela mesma acredita ter sido porque a pessoa estava precisando de comida e não tinha como pagar o valor integral. Nada que a desestimulasse do projeto ou da fé nas pessoas. 

— Eu confio e acredito nas pessoas, em um mundo melhor — reitera. 

Além de completar a renda, o dinheiro que recebe com a venda dos produtos tem um destino especial na vida da pedagoga. Ela está enviando para a filha, que mora no Mato Grosso, e precisa de recursos para se mudar e morar na região de Bombinhas. Ela espera que tanto a filha quanto o genro, assim que se mudarem, possam auxiliá-la com a venda dos produtos.

Com informações de Patrícia Silveira, NSC TV

Colunistas